Info

António Costa acusa Paulo Rangel de ter pedido a Bruxelas para "pôr Portugal na ordem"

António Costa acusa Paulo Rangel de ter pedido a Bruxelas para "pôr Portugal na ordem"
| Política
Porto Canal com Lusa

O secretário-geral do PS acusou este sábado o cabeça de lista europeu do PSD de ter pedido à Comissão para "pôr Portugal na ordem", tentando impedir a mudança política iniciada no final de 2015.

António Costa fez esta referência a Paulo Rangel no discurso que encerrou o comício dos socialistas em Guimarães, no auditório do Centro Cultural Vila Flor - um comício que, após um fim de tarde de futebol, esteve longe de encher.

Numa intervenção em que procurou salientar diferenças entre PS e PSD, o líder dos socialistas referiu-se a um debate no Parlamento Europeu entre os eurodeputados Paulo Rangel e Elisa Ferreira, atual vice-presidente do Banco de Portugal e que então fazia parte do grupo socialista.

"Temos dito muitas vezes que o candidato do PSD e do CDS a presidente da Comissão Europeia [Manfred Weber] tentou aplicar sanções com a força máxima contra Portugal, mas não foi só ele que quis impedir a mudança. Convém não esquecer que o cabeça de lista do PSD, num debate, no Parlamento Europeu, com a nossa deputada Elisa Ferreira, pediu à Comissão que viesse a Portugal impedir a mudança", referiu António Costa.

Segundo António Costa, Paulo Rangel disse então que, com essa mudança política, o país "não seria capaz de cumprir os acordos europeus".

"Pediu à Comissão Europeia para nos vir cá pôr na ordem. Foi isso que Paulo Rangel defendeu no Parlamento Europeu, contra Portugal e contra os portugueses", acentuou o secretário-geral do PS.

+ notícias: Política

Covid-19: Costa aponta 04 de maio como data limite para aulas presenciais com ano letivo normal

O primeiro-ministro apontou hoje 04 de maio como a data limite para um recomeço das aulas presenciais que assegure o cumprimento com normalidade do calendário escolar, designadamente no ensino secundário.

Covid-19: Presidente da República decreta renovação do estado de emergência

O Presidente da República decretou hoje a renovação do estado de emergência em Portugal, por novo período de 15 dias, até 17 de abril, para permitir medidas de contenção da covid-19.

Covid-19: Portugal encerra todos aeroportos ao tráfego de passageiros no período da Páscoa

O primeiro-ministro anunciou hoje que Portugal vai encerrar ao tráfego de passageiros todos os aeroportos no período da Páscoa, entre os dias 9 e 13 deste mês, exceção feita aos voos de Estado, de carga ou humanitários.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.