Info

Descida do défice para 0,5% é "resultado histórico e virtuoso" - Costa

| Economia
Porto Canal com Lusa

Redação, 26 mar (Lusa) -- O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje a descida do défice para 0,5% um "resultado histórico e virtuoso" que, defendeu, "não resulta do corte na despesa nem do aumento dos impostos", mas de uma "política que devolveu confiança".

"Portugal reduziu o défice para 0,5 e a dívida para 121,5. Um resultado histórico e virtuoso, que não resulta do corte na despesa nem do aumento dos impostos, mas do crescimento da economia, do emprego e da recuperação da credibilidade internacional que reduz a despesa com a dívida", escreveu António Costa numa mensagem na rede social Twitter.

Segundo Costa, "esta redução resulta de uma política que devolveu confiança, através da melhoria do rendimento das famílias e o apoio ao investimento das empresas".

"Agora estamos mais bem preparados para a conjuntura internacional e para continuar a reforçar o investimento público", assinala.

O défice orçamental de 2018 ficou nos 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB), abaixo dos 0,6% previstos pelo Governo, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Segundo a primeira notificação de 2018 relativa ao Procedimento por Défices Excessivos, remetida hoje pelo INE ao Eurostat, o défice das Administrações Públicas atingiu 912,8 milhões de euros, o que correspondeu a 0,5% do PIB, abaixo do saldo negativo de 3% registado em 2017.

"O défice das Administrações Públicas (AP) situou-se em 0,5% do PIB no ano acabado no 4.º trimestre de 2018, que compara com uma necessidade de financiamento de 0,2% do PIB no trimestre anterior. Este agravamento da necessidade de financiamento resultou da variação positiva de 2,4% na despesa total e de 1,7% na receita total das AP", explica o INE.

O valor anunciado pelo INE fica abaixo do previsto pelo Governo. Em 06 de fevereiro, o ministro das Finanças, Mário Centeno, disse no parlamento que o défice orçamental de 2018 ficaria próximo de 0,6% do PIB.

LIL (ECR) // JPS

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Greve dos técnicos de diagnóstico regista adesão acima dos 85%

A greve dos técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica regista hoje uma adesão de 85% a 90% a nível nacional, chegando aos 100% em alguns serviços, disse à agência Lusa o dirigente sindical Luís Dupont.

Diferença entre ricos e pobres baixa mas Portugal ainda é dos países mais desiguais da UE

A diferença entre os que têm mais e menos rendimentos em Portugal baixou, em 2018, para 5,22 pontos, menos do que os 5,7 registados no ano anterior, sendo ainda assim o sexto país com maior desigualdades na União Europeia (UE).

Governo vai investir 20 milhões de euros nas infraestruturas da PSP da Área Metropolitana do Porto

O Governo vai investir cerca de 20 milhões para a construção e requalificação de infraestruturas da PSP na Área Metropolitana do Porto. Um anúncio feito pelo ministro da administração interna, em Vila do Conde.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.