Info

Câmara do Porto recomenda "legislação de exceção" para Ala Pediátrica do São João

| Norte
Porto Canal com Lusa

A Câmara do Porto aprovou esta terça-feira por unanimidade recomendar ao Governo e ao parlamento a aprovação de “legislação de exceção da contratação pública”, avançando com a nova Ala Pediátrica do Hospital de São João “com a máxima urgência.

Atualizado 14-11-2018 12:04

O presidente da Câmara, Rui Moreira, explicou que a intenção da moção, apresentada em conjunto pelo seu movimento independente - "Porto Nosso Partido” - e pelo PS, é “dar aconchego aos decisores políticos” para invocarem “a situação de emergência na contratação pública” no caso da construção daquela Ala Pediátrica.

O texto aprovado na reunião pública camarária recomenda “ao Governo e à Assembleia da República que promovam, com a máxima urgência, todas as medidas que se revelem necessárias, incluindo a eventual aprovação de legislação de exceção em matéria de contratação pública, que tornem possível o início da construção da nova Ala Pediátrica do Hospital de S. João, mantendo-a no Serviço Nacional de Saúde, com a celeridade que a gravidade da situação impõe”.

+ notícias: Norte

População de freguesia de Lamego queixa-se de descargas poluentes no rio Neto

A população de Cambres, em Lamego, queixa-se de descargas constantes feitas no rio Neto alegadamente por uma unidade industrial. Os habitantes locais dizem que as águas estão cada vez mais poluídas e que é cada vez mais difícil suportar o mau cheiro. A Câmara Municipal de Lamego confirma o agravamento da situação e garante que todos os casos têm sido comunicados às autoridades competentes.

Mesão Frio sem combustível há três dias

Os efeitos da greve dos motoristas de matérias perigosas faz-se sentir em Mesão Frio. O único posto de abastecimento da vila está sem combustiveis desde segunda feira e a população desespera para conseguir manter a normalidade dos serviços.

Perfurações em pedreira obriga ao corte de estrada 'vital' para a população em Guimarães

As perfurações ocorridas numa pedreira em Airão Santa Maria, Guimarães, obrigaram ao encerramento de uma estrada que a população diz ser vital para a mobilidade na freguesia. A autarquia alega razões de segurança.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

UNITE with Tomorrowland no Porto