Info

Aprovado por unanimidade ajuste direto para ala pediátrica do São João

Aprovado por unanimidade ajuste direto para ala pediátrica do São João
| Norte
Porto Canal com Lusa

O parlamento aprovou esta terça-feira por unanimidade a proposta de alteração do PS ao Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) que prevê a possibilidade de recurso ao ajuste direto para a construção do Centro Pediátrico do Centro Hospitalar Universitário de São João.

A proposta dos socialistas mereceu o voto favorável de todas as bancadas parlamentares. Já as iniciativas do CDS e do PSD sobre a mesma unidade hospitalar foram rejeitadas.

O documento do PS tem em vista "salvaguardar a célere construção das novas instalações do Centro Pediátrico do Centro Hospitalar Universitário de São João, E. P. E.".

A proposta prevê a possibilidade de recurso ao procedimento de ajuste direto "para efeitos da celebração dos contratos relativos à conceção, projeto e construção do Centro Pediátrico, considerando-se preenchidos os requisitos e condições exigidas para a adoção deste procedimento pré-contratual".

Estabelece ainda a não sujeição à fiscalização prévia do Tribunal de Contas, "produzindo todos os seus efeitos sem necessidade de obtenção do visto ou declaração de conformidade, sem prejuízo da sua sujeição à fiscalização concomitante nos termos legais".

+ notícias: Norte

Viana do Castelo destruiu 2.554 ninhos de vespa asiática desde 2012

A Companhia de Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo destruiu no concelho, desde 2012, 2.554 ninhos de vespa asiática, num esforço municipal de "muitas dezenas de milhares de euros, disse hoje o comandante da corporação.

Federação Académica do Porto quer que o Estado recorra a privados para resolver os problemas de alojamento

A falta de alojamento para estudantes universitários sente-se também na cidade do Porto e por isso, a Federação Académica propõe, entre outras medidas, que o Estado recorra a privados para resolver o problema.

Autarquias de Amarante, Mondim de Basto, Póvoa de Lanhoso, Santa Maria da Feira e Vizela negam viagem à Turquia paga por uma empresa informática

Várias autarquias já reagiram à notícia que adiantava que alguns presidentes de câmara teriam aceitado viajar à Turquia, numa deslocação paga por uma empresa de informática alegadamente a troco de contratos adjudicados por ajuste direto. Todos os municípios contactados pelo Porto Canal negam a ida a Istambul.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS