Info

PSD acusa Costa de faltar à palavra sobre Infarmed. Primeiro-ministro recusa "lições" de Negrão

PSD acusa Costa de faltar à palavra sobre Infarmed. Primeiro-ministro recusa "lições" de Negrão
| Política
Porto Canal com Lusa

O líder parlamentar do PSD acusou hoje o primeiro-ministro de “faltar à palavra” sobre a mudança do Infarmed para o Porto, com António Costa a prometer uma resposta escrita e recusar receber "lições" de Fernando Negrão nesta matéria.

No debate quinzenal na Assembleia da República, o primeiro-ministro justificou o recuo do Governo sobre a futura localização do Infarmed com a criação da comissão técnica independente sobre a descentralização em julho, fruto de um acordo entre executivo e PSD, que disse ter entre as suas competências decidir sobre a deslocalização de serviços.

“Perante esta comissão criada por proposta do PPD-PSD, o Governo devia persistir na teimosia de levar o Infarmed para o Porto, contra tudo e contra todos, ou aguardar? A nossa modesta opinião é que devemos aguardar”, afirmou António Costa, acrescentando querer saber qual a posição do PSD.

“Mais vale dar um passo atrás para tomar uma boa decisão, do que continuar em frente numa decisão porventura errada”, acrescentou o primeiro-ministro.

Na sua intervenção, Fernando Negrão tinha acusado António Costa de ter “faltado com a palavra aos portugueses”, depois de ter assegurado na Assembleia da República, por cinco vezes num debate quinzenal ainda com o anterior líder da bancada do PSD Hugo Soares, que a intenção do Governo era que o Infarmed fosse para o Porto.

“A palavra do primeiro-ministro tem agora um valor muito relativo. Palavra dada, palavra honrada, senhor primeiro-ministro? Só quando lhe dá jeito”, disse, motivando uma troca de palavras duras com António Costa.

O primeiro-ministro recusou responder “à questão pessoal” no debate e prometeu enviar a Fernando Negrão “por escrito a razão porque não aceita lições” do líder da bancada social-democrata sobre a sua palavra, recebendo muitos aplausos do PS.

Fernando Negrão disse então aguardar “ansiosamente” por essa carta e assegurou: “Se não a divulgar publicamente, eu divulgo com a minha resposta. Chega de insinuações”, afirmou o líder da bancada social-democrata.

+ notícias: Política

Presidente da República acompanha preocupação do Norte sobre plano de rotas da TAP

O Presidente da República afirmou hoje à agência Lusa que "acompanha a preocupação manifestada por vários partidos políticos e autarcas relativamente ao plano de retoma de rotas da TAP, em particular no que respeita ao Porto".

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que "lesa interesse nacional"

O secretário-geral adjunto do PS desafiou hoje a TAP a corrigir o plano de rotas aéreas tornado público, considerando que a decisão da Comissão Executiva da transportadora aérea de reduzir voos e destinos "lesa o interesse nacional".

Governo não pode ignorar marginalização do Norte arquitetada pela TAP, diz PS/Porto

A Distrital do Porto do PS defendeu hoje que o Governo não pode ignorar a marginalização do Norte "arquitetada pela gestão privada da TAP", considerando um "insulto" a estratégia da companhia para a retoma da operação para a região.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.