O que se pode esperar do Orçamento de Estado 2014

O que se pode esperar do Orçamento de Estado 2014
| Política
Porto Canal

Aguardado com expectativa, têm sido escassas as informações reveladas pelos membros do Governo sobre o dossier. Maria Luís Albuquerque e Paulo Portas não se pronunciaram sobre, por exemplo, possíveis alterações ao IVA da restauração, mas o vice-primeiro ministro já assegurou que não irá haver agravamento da carga fiscal para as famílias. Palavras contrariadas por Maria Luís Albuquerque que avançou que os salários na Função Pública, acima dos 600 euros, poderão sofrer um corte de 10% já no próximo ano, tal como um corte de 15% nos subsídios do Estado.

São três os sectores nucleares onde se podem aplicar directamente as alterações: as famílias, a restauração com a possível mudança do IVA e as empresas com a anunciada alteração do IRC.

O possível programa de rescisões amigáveis na Função Pública, a aplicação de uma nova taxa de Contribuição Extraordinária de Solidariedade para as pensões acima de 7000€, a criação de uma tabela única de suplementos, o aumento do horário laboral da Função Pública, a possível alteração do IVA da restauração, o corte de 10% nos salários acima de 600€, a nova TSU sobre as pensões, a possível alteração no IVA da restauração são das alterações mais aguardadas.

No próximo dia 15 de Outubro é revelado, em definitivo, o Orçamento de Estado para 2014.

+ notícias: Política

Primeiro-ministro em Cabo Verde na primeira visita fora da Europa

O primeiro-ministro inicia, este sábado, uma visita a Cabo Verde, a primeira fora da Europa, tendo prevista a assinatura de um memorando de entendimento com o seu homólogo cabo-verdiano para criar uma linha especial de microcrédito para empreendedores.

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.

Governo e PS reúnem-se em breve sobre medidas de crescimento económico

Lisboa, 06 mai (Lusa) - O porta-voz do PS afirmou hoje que haverá em breve uma reunião com o Governo sobre medidas para o crescimento, mas frisou desde já que os socialistas votarão contra o novo "imposto sobre os pensionistas".