Trânsito na VCI provoca demoras de cerca de 10 minutos a veículos de emergência médica

Trânsito na VCI provoca demoras de cerca de 10 minutos a veículos de emergência médica
| Norte
Porto Canal

Os veículos de emergência médica estão a sofrer atrasos de cerca de dez minutos nos percursos mais longos devido ao elevado tráfego e constrangimentos de trânsito na Via de Cintura Interna (VCI), no Porto, que se verificam principalmente nas horas de ponta.

A notícia é avançada pela Renascença de acordo com o alerta deixado pelo presidente do Sindicato dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar. Rui Lázaro diz que “tem-se verificado com o acréscimo de trânsito e de tráfego, principalmente nas zonas de ponta alguma demora, quer na deslocação dos meios de emergência para as demais ocorrências, mas como também depois nos trajetos para as unidades hospitalares”.

À Renascença, Rui Lázaro avança que “seguramente” os atrasos devem rondar os 10 minutos e considera ainda que esta situação pode fazer diferença no socorro a doentes urgentes.

A VCI continua a ser um dos principais problemas da cidade do Porto. A ligação desta via com a A3 representa um bloqueio constante daquele troço, que é um dos pontos mais críticos de todo o traçado, reconhece o autarca portuense.

“Há um tráfego e fluxo crescentes na VCI. Fluxos, alguns, gerados pela cidade – mercadorias e pessoas que entram na cidade e que circulam entre pontos da cidade, e depois há um problema que nos preocupa muito mais, que é o facto de haver um atravessamento, norte-sul e sul-norte, de automóveis e veículos de mercadorias, que a nosso ver não deviam passar pelo espaço urbano”, sublinha Rui Moreira em entrevista exclusiva ao Porto Canal, reforçando que o crescimento do trânsito na VCI está a transformá-la “numa trombose da cidade, sendo que toda a capilaridade do Porto fica afetada por isso”.

Perante este cenário, Rui Moreira destaca a intenção da autarquia para promover alterações de fundo e tece críticas aos restantes municípios envolvidos.

+ notícias: Norte

Portão de armazém do Pingo Doce cai em cima de trabalhador de Barcelos hospitalizado em estado grave

Um homem foi hospitalizado em estado grave na noite desta terça-feira após ter sido atingido por um portão do armazém do Pingo Doce de Barcelos, adiantou fonte dos bombeiros locais. Além deste ferido, também uma mulher sofreu ferimentos ligeiros.

Saiba quais foram os restaurantes do Norte que receberam estrela Michelin

O restaurante Antiqvvum no Porto foi a 'estrela da noite' com a atribuição da segunda estrela do guia Michelin, mas não foi o único a ser premiado esta terça-feira na região Norte. Quatro estabelecimentos do Porto mantiveram níveis de excelência.

Projeto "Ligue antes, salve Vidas" alargado à ULS de Gaia/Espinho e Entre Douro e Vouga

O projeto piloto "Ligue antes, salve Vidas" vai ser alargado à Unidade Local de Saúde de Gaia/Espinho e à Unidade Local de Saúde de Entre Douro e Vouga, indica uma portaria publicada em Diário da República esta terça-feira.