Um viaduto, três estações e oficinas. Uma viagem a pé pelos novos 3km da linha amarela do Metro do Porto

| Norte
Henrique Ferreira

Dentro de três meses as obras de extensão da linha amarela até Vila D’Este, em Vila Nova de Gaia, deverão estar concluídas. A garantia é dada ao Porto Canal pela Metro do Porto, que explica que no primeiro trimestre de 2024 serão feitos os testes de circulação necessários. Os prazos estão de acordo com os divulgados incialmente e tudo indica de que não deverão existir atrasos.

Com os trabalhos praticamente concluídos, o Porto Canal visitou, em exclusivo, os estaleiros de obra e percorreu a pé os 3,15km de extensão da nova linha, que vai servir mais de 17 mil pessoas por dia e representou um investimento superior a 120 milhões de euros.

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

 

Viaduto de Santo Ovídio

Com a imponente estrutura metálica concluída, o viaduto de Santo Ovídio prepara-se agora para receber os carris por onde irão circular os veículos.

A obra de “aço e betão” foi, segundo a Metro do Porto, uma das mais desafiantes do projeto.

“Teve um método de construção ‘mui suis generis’ porque foi construído num processo de deslize”, explica ao Porto Canal Mikko Ojapelto, um dos engenheiros responsáveis pela obra de extensão da linha amarela.

Porto Canal

Viaduto de Santo Ovídio faz a ligação à Estação Manuel Leão

Segundo o engenheiro, “as peças do viaduto chegavam por camião e eram colocadas por blocos, sendo depois soldadas à parte final e empurradas para a frente”. Ou seja, quem nos últimos meses passou junto à obra, teve a oportunidade de acompanhar o crescimento quase diário.

Entre os principais desafios desta parte do projeto a empresa destaca ainda a necessidade de construção em curva.

Estação Manuel Leão

Do viaduto de Santo Ovídio passamos para a única estação subterrânea do projeto. Em Manuel Leão terminam-se, nesta altura, as obras de betão armado e de estrutura pesada.

“Aquilo que era um grande buraco que tínhamos aqui neste momento está já preenchido com as lajes todas”, explica Mikko Ojapelto.

Porto Canal

Estrutura para inserção das escadas rolantes ainda está a ser construída na estação Manuel Leão

Para o engenheiro responsável, “obra está a avançar a um bom ritmo”, apesar de ser também “uma das mais desafiantes do projeto, porque envolve muitas especialidades diferentes a trabalhar em simultâneo”.

Fica, por isso, a expectativa: “vai ser uma estação muito bonita”, afirma Mikko.

A estação Manuel Leão vai estar envolvida, na parte exterior, por um jardim e terá uma claraboia para permitir a entrada de luz natural no espaço subterrâneo.

Porto Canal

Maquete da futura estação Manuel Leão, em Vila Nova de Gaia

Estação Hospital Santos Silva

Segue-se uma viagem em túnel até à estação seguinte, que será já ao ar livre, mas coberta com uma “elegante estrutura de abrigo e sombreamento”.

A estação Hospital Santos Silva fica localizada a poucos metros do Centro Hospitalar Gaia-Espinho e do centro de produção Norte da RTP.

Segundo a Metro do Porto, “espera-se que esta estação venha a ser muito útil para todas as pessoas que queiram aceder ao hospital, porque mais próximo era impossível”.

Porto Canal

Estação Hospital Santos Silva vai servir os utentes do Centro Hospitalar

Parque de Manutenção e Oficinas

Apesar de não ser ponto de paragem para passageiros, a obra do futuro Parque de Manutenção e Oficinas em Vila D’Este não passa despercebida.

O espaço vai servir para “fazer o parqueamento e manutenção dos veículos” e surgiu devido ao alargamento da rede, que tornou insuficiente a capacidade do PMO da Metro do Porto em Guifões, no concelho de Matosinhos.

“Estamos a construir as estruturas e ainda há muito para fazer, mas está a ir a um bom ritmo”, explica Mikko Ojapelto.

Porto Canal

PMO de Vila D'Este vai complementar o de Guifões, em Matosinhos

Estação de Vila D’Este

A viagem, feita ainda a pé porque, para já, ainda não circulam veículos na extensão da linha amarela, termina na estação de Vila D’Este.

“Está localizada num núcleo habitacional, com um nível de densidade muito grande, por isso, esperamos que traga novos clientes para o metro do Porto”, afirma o engenheiro responsável pela obra.

Segundo Mikko Ojapelto, nesta estação, a via já está colocada e “faltam apenas os acabamentos do cais”.

Porto Canal

Estação de Vila D'Este vai servir um dos maiores núcleos habitacionais de Vila Nova de Gaia

+ notícias: Norte

Portão de armazém do Pingo Doce cai em cima de trabalhador de Barcelos hospitalizado em estado grave

Um homem foi hospitalizado em estado grave na noite desta terça-feira após ter sido atingido por um portão do armazém do Pingo Doce de Barcelos, adiantou fonte dos bombeiros locais. Além deste ferido, também uma mulher sofreu ferimentos ligeiros.

Saiba quais foram os restaurantes do Norte que receberam estrela Michelin

O restaurante Antiqvvum no Porto foi a 'estrela da noite' com a atribuição da segunda estrela do guia Michelin, mas não foi o único a ser premiado esta terça-feira na região Norte. Quatro estabelecimentos do Porto mantiveram níveis de excelência.

Projeto "Ligue antes, salve Vidas" alargado à ULS de Gaia/Espinho e Entre Douro e Vouga

O projeto piloto "Ligue antes, salve Vidas" vai ser alargado à Unidade Local de Saúde de Gaia/Espinho e à Unidade Local de Saúde de Entre Douro e Vouga, indica uma portaria publicada em Diário da República esta terça-feira.