Montenegro defende que Governo deve "rasgar literalmente o que fez até agora e começar do zero um programa de habitação para Portugal"

Montenegro defende que Governo deve "rasgar literalmente o que fez até agora e começar do zero um programa de habitação para Portugal"
| Política
Porto Canal / Agências

O presidente do PSD defendeu esta segunda-feira que o Governo deve rasgar o programa "Mais Habitação" e começar do zero a definir um programa de habitação para Portugal, podendo contar para isso com a participação do seu partido.

Para Luís Montenegro, o Governo errou e “ou faz aquilo que se impõe a quem quer governar a favor das pessoas, [que é] partir do zero, rasgar literalmente o que fez até agora e começar do zero um programa de habitação para Portugal” para os próximos 20 anos, ou “comete um crime”.

“O Governo errou. O doutor António Costa tem que ter humildade e dizer ao país: ‘errei, peço desculpa. Estou aqui para começar do zero’. Se o doutor António Costa tiver esta humildade, eu, como líder da oposição, tenho também a humildade de me colocar ao lado do Governo, a favor dos portugueses”, disse o líder do PSD aos jornalistas, na primeira reação depois de o diploma contendo as principais medidas sobre a habitação ter sido vetado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Para Luís Montenegro, perante o veto, o PS "ou mantém a sua teimosia e vai confirmar no parlamento o objeto destes diplomas e, porventura, dar ao país, como o Presidente da República diz, algo que não se vai executar e que nunca atingirá os objetivos" ou "faz aquilo que se impõe a quem quer governar a favor das pessoas, (que é] partir do zero".

"Rasgar, literalmente, o que fez até agora e recomeçar do zero um programa de habitação, para valorizar o acesso à habitação dos jovens, dos casais que têm menos recursos e até da classe média. E para isso pode contar com o PSD”, afirmou.

+ notícias: Política

Vereador da Câmara de Matosinhos defende mais policiamento noturno no concelho

O vereador da Câmara de Matosinhos António Parada defendeu esta quarta-feira mais policiamento noturno no concelho, considerando que a Polícia Municipal "deixa de ser vista pelos matosinhenses" à noite, altura em que diz haver mais assaltos.

Montenegro compromete-se a aumentar investimento na cultura em 50%

O primeiro-ministro, Luís Montenegro, assumiu esta quarta-feira, em Aveiro, o objetivo de aumentar o investimento na cultura em 50% até ao final da atual legislatura e defendeu a aposta no bom jornalismo para combater as "fake news".

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.