Passeios da Avenida da Boavista vão encolher com a instalação do metrobus

Foto: André Arantes|Porto Canal
| Porto
Porto Canal

As obras do metrobus, no Porto, voltam a ser questionadas, mas desta vez o motivo é a distribuição do espaço destinado aos modos de deslocação que caberão na avenida da Boavista, que recebe grande parte do novo canal de mobilidade.

O problema é a pouca largura dos passeios nos segmentos da Boavista em que serão instaladas as estações de metrobus. Para encaixar o canal de metrobus e manter duas vias em cada sentido para o automóvel privado, os passeios encolhem nos pontos das paragens o que, para a Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta (MUBi), significa uma “degradação das condições para a mobilidade ativa” naquela parte da cidade.

Segundo o jornal Público, a preocupação é partilhada também pelo movimento Estrada Viva que, já no início deste mês, enviou um alerta ao presidente da Câmara Municipal do Porto (CMP), Rui Moreira. A situação “poderá comprometer gravemente a segurança e conforto pedonal na execução das obras do metrobus”, escrevia Mário Alves, presidente do movimento, na carta a que o Público teve acesso.

Quando a obra foi apresentada, no início deste ano, foi anunciado que a secção de ciclovia ainda existente junto à Casa da Música deixaria de existir. Serão também removidas 84 árvores jacarandá, no entanto, a Metro do Porto garanta que, no final da empreitada, haverá 723 árvores. Também passarão a haver menos 172 lugares de estacionamento entre a Casa da Música e a avenida Marechal Gomes da Costa.

+ notícias: Porto

Alojamento é dificuldade cada vez maior para estudantes sem bolsa no Porto

O custo do alojamento continua a ser a maior dificuldade para os estudantes universitários em Lisboa e no Porto, e para as famílias de classe média sem acesso à bolsa, alertam federações académicas.

Na semana em que os combustíveis estão em modo 'sobe' e 'desce', onde é mais barato atestar no Grande Porto?

A próxima semana começa com ligeiras alterações nos preços dos combustíveis.

O tempo no Grande Porto vai mudar? Saiba com o que contar na primeira semana de março

Segundo a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê-se, a partir desta segunda-feira, períodos de chuva, céu muito nublado, queda de neve nas terras altas, acima dos 1000/1200 metros e uma pequena subida da temperatura, em particular a mínima no interior Norte.