Moradores da Prelada avançam com petição para proteger magnólia

Moradores da Prelada avançam com petição para proteger magnólia
Filipa Brito | Porto.
| Porto
Porto Canal

Os moradores da Prelada, em particular os que avistam a magnólia das suas janelas, em conjunto com outros cidadãos lançaram uma petição pública pela “proteção da magnólia mais vulnerável do Porto”, depois de, esta quinta-feira, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) ter esclarecido que o processo para classificar a árvore centenária ainda não terminou.

Os subscritores da petição apelam a que a classificação da magnólia seja aprovada em breve e garantam não aceitar que o ICNF não a proteja por “mero capricho” de alguns moradores que não assinaram o documento, apontando vários constrangimentos.

De acordo com os moradores, esta árvore é “um exemplo centenário, que se encontra longe da vista do público, motivo pelo qual urge a proteção”

Enquanto o processo não está concluído, a magnólia tem um estatuto de proteção provisória atribuído, que declara que impede a realização de intervenções num raio de 15 metros à volta da árvore sem um parecer prévio do ICNF.

 

+ notícias: Porto

No coração do Porto os carros já voltaram a circular livremente

Era 2021 e a Praça da Liberdade começava a ser entaipada e o trânsito condicionado para que arrancasse mais uma fase da empreitada da futura Linha Rosa da Metro do Porto. Entre avanços e recuos, deu-se o primeiro sinal esta sexta-feira de que a conclusão das obras está mais perto do que nunca.

Homem esfaqueado na Praça da República no Porto

Na tarde desta sexta-feira, um homem foi esfaqueado na Praça da República, no Porto, segundo avança o Jornal de Notícias. A polícia conseguiu apanhar o agressor que se colocou em fuga após a rixa.

PSP do Porto arranca com patrulhas em bicicleta nas zonas costeiras 

A PSP do Porto vai efetuar até 15 de setembro patrulhamento velocipédico áreas ribeirinhas, marítimas e históricas do Porto e Vila Nova de Gaia, anunciou esta quinta-feira em comunicado aquela força policial.