Prisão preventiva para suspeito de tentar matar Marcelo Rebelo de Sousa

Prisão preventiva para suspeito de tentar matar Marcelo Rebelo de Sousa
| País
Porto Canal

O suspeito de tentar matar o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai ficar em prisão preventiva. A decisão foi conhecida esta quarta-feira no Campus da Justiça de Lisboa, avança a ‘CNN Portugal’.

Na passada terça-feira, a Polícia Judiciária deteve um homem suspeito de planear um ataque ao Presidente da República. O suspeito, ex-militar, de 40 anos tem antecedentes criminais.

Procurado desde outubro do ano passado, altura em que enviou a carta a Marcelo, ficará detido na ala psiquiátrica do hospital prisional de Caxias.

Marcelo recebeu uma carta anónima, em outubro, com uma bala dentro, um telemóvel e um pedido de um milhão de euros que deveria ser enviado para uma conta bancária discriminada na missiva.

+ notícias: País

Ex-acionista David Neeleman terá comprado a TAP com montante financiado pela própria companhia

O caso está a ser investigado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal que abriu esta semana um inquérito. David Neeleman, ex-acionista da TAP, terá sido financiado pela própria companhia para controlar a TAP. Segundo avança o jornal ECO, a análise legal sustenta que Neeleman garantiu a compra da companhia aérea portuguesa com dinheiro cedido pela Airbus, a troco da compra de aviões.

"Não há qualquer comboio a circular neste momento". Greve dos maquinistas da CP com adesão total até às 7h

A adesão à greve dos maquinistas da CP - Comboios de Portugal está a ser total, tendo sido suprimidas todas as ligações previstas até às 6h, segundo fontes do sindicato e da empresa.

Dia nacional de protesto. CGTP organiza greves e manifestações em vários pontos do país

A CGTP realiza, esta quinta-feira, um dia nacional de protesto, com greves e manifestações em vários pontos do país, pelo aumento dos salários e das pensões, contra a subida do custo de vida e para reivindicar emprego com direitos.