Dois mortos em deslizamento de terra em Esposende. Os corpos estão por resgatar

| Norte
Porto Canal

Dois jovens de 22 anos morreram, na madrugada desta quarta-feira, em Palmeira de Faro, concelho de Esposende, vítimas de um deslizamento de terra.

 Segundo o Comando dos Bombeiros Voluntários de Esposende, na habitação encontravam-se seis pessoas - dois adultos de cerca de 40 anos, duas crianças menores e dois jovens – as vítimas encontravam-se no primeiro andar e ficaram soterradas pelas pedras.

“Um deslizamento de uma vertente atingiu uma habitação familiar e fez duas vítimas mortais de 22 anos”, informou o adjunto do Comando dos Bombeiros, Júlio Melo.

Os corpos estão por resgatar. Os operacionais no terreno aguardavam, cerca das 6h, pela “garantia de condições de segurança para ser usada maquinaria pesada na remoção dos detritos”, adiantou Júlio Melo.

No deslizamento, em que foram arrastadas “pedras de alguma dimensão”, foi “atingido um compartimento situado nas traseiras da habitação”, afirmou a mesma fonte.

Para o local encontram-se 27 operacionais apoiados por 12 viaturas.

Entre os meios no local está uma equipa de psicólogos do INEM, segundo os bombeiros de Esposende.

O alerta foi dado às 3h55.

Dois engenheiros técnicos da Câmara Municipal de Esposende estão a avaliar as condições da habitação.

Os Bombeiros aguardam aprovação dos técnicos para resgatar o corpo das vítimas

 

+ notícias: Norte

Galiza e Portugal, nações irmãs. Causa galega marcha pelas ruas do Porto e Gaia

A iniciativa promovida por um grupo de cidadãos da Galiza passará, este sábado, pelas ruas do Porto e Gaia, naquela que é, segundo a organização, a intenção de "tornar visível a questão galega".

Casa da Arquitetura vai montar exposição com espólio do Metro do Porto

A Casa da Arquitetura pretende mostrar o acervo da Metro do Porto nos próximos três anos, tendo o seu diretor considerado que a implementação deste sistema de transportes, há 20 anos, implicou uma "disseminação positiva" da sua linguagem arquitetónica.

Distrito de Vila Real com 4 mortos e 18 alertas de incêndio urbano desde outubro

No distrito de Vila Real foram contabilizados 18 incêndios urbanos desde o dia 1 de outubro, dos quais resultaram quatro vítimas mortais, dois feridos e dois desalojados, segundo disse o comandante operacional distrital, Miguel Fonseca, esta sexta-feira.