Textor tentou comprar dívida do Sporting por 150M€. Bancos preferiram proposta de 29M€

Textor tentou comprar dívida do Sporting por 150M€. Bancos preferiram proposta de 29M€
| Desporto
Porto Canal

O empresário norte-americano John Textor afirma ter feito uma proposta ao Millennium BCP e Novobanco para comprar as dívidas do Sporting por 150 milhões de euros. As duas instituições bancárias negociaram a venda dos direitos ao próprio clube de Alvalade, até agora, por 29,45 milhões.

Os valores do negócio foram divulgados em primeira mão pelo jornal Record, depois corrigidos no sábado por John Textor: na rede social Twitter, o empresário diz ter feito a proposta aos bancos e ao Sporting antes das eleições do clube em março deste ano. A quantia de 150 milhões de euros, segundo Textor, ajudaria a prevenir perdas bancárias e a manter a maioria das ações da SAD leonina nas mãos do Sporting. Segundo o norte-americano, a direção de Frederico Varandas rejeitou uma reunião, por existiram “eleições iminentes” no clube.

 

Em causa estão os já conhecidos VMOC – valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis. Desde 2011 que o Sporting tem negociado empréstimos com Milennium BCP e BES/Novobanco. No total, os ‘leões’ chegaram a dever 135 milhões de euros, mais tarde renegociados pelo ex-presidente Bruno de Carvalho – em 2019, o líder do Sporting garantiu um perdão de 70% da dívida em VMOC, transformando o empréstimo de 135 milhões em apenas 40,5.

Os 135 milhões, os perdões bancários e os descontos adicionais

As contas VMOC fazem-se assim: antes da reestruturação promovida por Bruno de Carvalho, o Sporting devia 83,5 milhões de euros ao Millennium BCP e 51,5 ao BES/Novobanco - 135 milhões de euros no total.

Depois de serem chamados à mesa de negociações em 2019, tanto Novobanco como Millennium aceitaram um “haircut” de 70% às dívidas do Sporting. Bruno de Carvalho convenceu as instituições bancárias de que o clube de Alvalade precisava de “reequilíbrio financeiro” e “competitividade”, e que uma dívida menor era um “investimento melhor” e mais “seguro”. Os bancos concordaram, e ao Sporting foram perdoados 94,5 milhões de euros.

Mas este desconto não foi o preço final. Em março deste ano, a um dia das eleições que conduziriam Frederico Varandas a um segundo mandato à frente do Sporting, o líder leonino apresentou um novo acordo individual com o Millennium BCP: afinal, o banco perdoava 83,3% das dívidas VMOC. De um total de 83,5 milhões de euros, o Sporting pagou ao Millennium apenas 14 milhões.

Textor entra em cena

John Textor, de 57 anos, é um empresário que fez fortuna na área do entretenimento americano. Começou a notabilizar-se como produtor de efeitos especiais em filmes de Hollywood, como Titanic ou os ‘franchises’ dos Piratas das Caraíbas ou X-Men. Recentemente, entrou no ‘soccer’, com investimentos fortes nos brasileiros do Botafogo, nos ingleses do Crystal Palace ou nos belgas do Molenbeek. Tentou ainda comprar 25% do Benfica a Luís Filipe Vieira, mas a ideia caiu por terra com a detenção do antigo presidente da Luz.

Agora, é o próprio John Textor a confirmar que também esteve interessado no Sporting. Antes do acordo entre Frederico Varandas e o Millenium BCP, Textor garante ter feito uma proposta mais favorável aos bancos: 150 milhões de euros para pagar VMOC e outras dívidas em troca das ações que corresponderiam a 25% da SAD do Sporting. O clube lisboeta mantinha-se como acionista maioritário e “líder” de todas as operações.

Em vez de ouvir as propostas, alega Textor, Millennium BCP acordou novo desconto com o Sporting.

O Porto Canal tentou obter esclarecimentos juntos dos intervenientes do negócio. O representante de John Textor em Portugal, diz não estar a conseguir contactar o empresário para confirmar a informação do ‘tweet’. Millennium BCP justifica a preferência pelo acordo com o Sporting por ser a “proposta financeiramente mais favorável”. O Novobanco não respondeu às questões do Porto Canal.

Se as alegações de John Textor se confirmarem, Millennium BCP e Novobanco rejeitaram 150 milhões de euros do norte-americano em favor de 29,45 milhões do Sporting.

+ notícias: Desporto

FC Porto: Resultados do fim de semana

Equipas de futebol, andebol, basquetebol, hóquei em patins, voleibol e natação representaram o clube. 

FC Porto: Daymaro Salina renova até 2026

A hegemonia do andebol do FC Porto na última década tem como um dos nomes mais fortes Daymaro Salina. Esteio dos Dragões na defesa e um dos maiores perigos no ataque, fez da Invicta a sua casa e é no conforto do lar que vai prosseguir por mais dois anos, até 2026.

FC Porto: Pepê convocado para a Copa América

Extremo junta-se a Wendell e Evanilson e faz do FC Porto o clube mais representado na lista do Brasil, a par do Real Madrid.