Dragão, em solidariedade com Mehdi Taremi, vestiu as cores do Irão. Craque respondeu com recital 

Dragão, em solidariedade com Mehdi Taremi, vestiu as cores do Irão. Craque respondeu com recital 
| Desporto
Porto Canal

Ao minuto 9, número que Taremi leva nas costas, do encontro entre o FC Porto e o Bayer Leverkusen, o Estádio do Dragão parou para aplaudir e homenagear o avançado persa. Uma enorme bandeira do Irão foi exibida nas bancadas e milhares gritaram a uma só voz. Um momento de profunda comunhão na Invicta que reflete o momento conturbado que atravessa o atleta, devido à intensa instabilidade vivida naquele país do Médio Oriente. Igual à si próprio, Taremi espalhou charme dentro das quatro linhas. 

As grandes noites europeias regressaram ao Estádio do Dragão. O conjunto de Sérgio Conceição, pleno de personalidade, recebeu e venceu o Bayer Leverkusen por duas bolas a zero, acalentando as possibilidades do FC Porto, em se qualificar para a próxima fase da liga milionária. 

Entre a felicidade pela conquista de três preciosos pontos e a incerteza que o resultado final foi criando, o encontro ficou marcado pelo nono minuto de jogo. A bancada do Dragão levantou-se, entre palmas e cânticos, para homenagear e apoiar Mehdi Taremi.

Foi ainda exibida uma enorme tarja em tons de verde, branco e vermelho — as cores da bandeira do Irão. Um momento que ficará na memória do avançado persa, que tem, juntamente com milhões de iranianos, atravessado semanas atribuladas no país, onde se clama por uma onda de mudança política. 

A instabilidade social mantém-se em dezenas de cidades, após a detenção e a morte de Mahsa Amini, por incorreto uso do jihab. O Presidente do Irão já abordou a situação atual do país, lamentando a morte da jovem de 22 anos, mas sem assumir a responsabilidade da polícia da moralidade.

Perante o crescente clima de tensão e insatisfação que se foi criando, o parlamento iraquiano respondeu com fortes medidas de segurança e repressão, fazendo com que os confrontos subissem de tom e atravessassem fronteiras. 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Reuters (@reuters)

 

Mais de 80 pessoas já perderam a vida e milhares de manifestantes já foram detidos, sendo que o acesso à internet foi condicionado pelo Governo iraniano, segundo informa a organização não governamental Iran Human Rights.

O mundo tem-se mostrado solidário com a causa iraniana e um pouco por toda a Europa várias pessoas têm levado a cabo protestos. O Dragão não é exceção, colocando-se lado a lado com Mehdi Taremi.

O avançado persa, que criticou recentemente o regime do país e disse mesmo que não festejou os golos da partida contra o Sp. Braga devido ao que se passa no Irão, tem-se mostrado implacável e não se tem deixado afetar. 

O encontro desta terça-feira revelou, uma vez mais, a face inabalável de Taremi, que brindou o Dragão com uma exibição memorável. Duas assistências do dianteiro desbloquearam um encontro difícil, perante uma equipa germânica que dificultou a tarefa dos campeões nacionais. 

Ainda assim, a qualidade do camisola 9 dos "Dragões" falou mais alto, primeiro ao assistir Zaidu, com um cruzamento açucarado, e depois Galeno com outro passe magistral, levando à loucura os milhares de portistas que pintaram as bancadas de azul e branco. 

Sérgio Conceição teceu rasgados elogios ao avançado, referindo que "para ele, o mais importante é o futebol. Taremi sabe o que quer da vida, mas estamos sempre prontos para ajudar. Ele passa sempre por cima das dificuldades. É inteligente, maduro. Foca-se no futebol.". Uma verdadeira prova de preserverança e resiliência. 

+ notícias: Desporto

Sérgio Conceição em exclusivo: Fernando Gomes "foi uma figura incontornável do desporto mundial”

O treinador do FC Porto recordou Fernando Gomes, "bibota" de ouro, no dia da morte do melhor marcador da história do FC Porto. Sérgio Conceição manifestou a sua tristeza pela “grande perda” de alguém que “foi uma figura incontornável do desporto mundial”.

Recorde os golos de Fernando Gomes, "bibota" de ouro

Maioritariamente com o pé direito e com a cabeça, Fernando Gomes marcou 355 golos em 452 jogos oficiais pelo FC Porto. De golo em golo se conta o percurso de um avançado que deu tudo ao FC Porto e que se mantém como o melhor marcador da história azul e branca.

Último adeus a Bibota. Velório e funeral de Fernando Gomes com data e hora

Fernando Gomes, melhor marcador da história do FC Porto e “bibota” de ouro, morreu este sábado, aos 66 anos. O funeral realiza-se este domingo, dia 27 de novembro, às 15 horas, na Igreja de Santo António das Antas.