Sérgio Humberto eleito presidente da distrital do PSD do Porto

| Porto
Porto Canal / Agências

O social-democrata Sérgio Humberto foi este sábado eleito presidente da distrital do Porto do PSD, com 95% dos votos, e apontou vencer as autárquicas no distrito como objetivo, prometendo "pegar em temas que estão esquecidos".

Em declarações à Lusa, o também presidente da Câmara Municipal da Trofa referiu como metas "aumentar o número de militantes ativos" e "envolver a sociedade civil" na vida do partido.

Sérgio Humberto reafirmou ser "um regionalista convicto", mas disse "estar solidário" com o líder do PSD, Luís Montenegro, e que 2024 "não é o momento para avançar" com o referendo à regionalização.

"Obviamente que eu tenho a consciência que tenho de ser solidário com o líder do partido, que diz que 2024 não é um momento para a regionalização, porque nós vamos entrar numa crise social, ela já está aí, portanto, e não podemos ocultar que continuarei sempre a lutar pela regionalização", garantiu.

Quanto a objetivos nas próximas autárquicas, referiu: "O primeiro objetivo é ganhar mais câmaras, mais juntas de freguesia, mais assembleias municipais, depois aumentar o número de militantes ativos e envolver a sociedade civil".

O autarca garantiu ainda que vai "pegar em temas que estão esquecidos há muito tempo", dando exemplos: "O Eixo Atlântico, as relações com a Galiza, como é o não exemplo do Infarmed, TAP e assuntos que ainda não foram falados, como por exemplo o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, que precisa de obras, e porque não falar de um novo aeroporto nesta região".

O sucessor de Alberto Machado à frente da distrital, que também este sábado foi eleito presidente da concelhia do PSD do Porto, quer também que o distrito tenha "um lugar de destaque" no desenvolvimento do país.

"Não podemos esquecer que a Distrital do Porto tem cerca de dois milhões de habitantes e que é um território altamente produtivo e, portanto, muitas vezes não é compensado pelo Estado Central, que só vê Lisboa", referiu.

A lista de Sérgio Humberto era a única a votos.

+ notícias: Porto

Cinema Batalha reabre esta sexta-feira com programação gratuita 

O icónico Cinema Batalha da cidade do Porto foi inaugurado como sala de cinema e de espetáculos na década de 40 do século XX, mas fechou portas no ano 2000 devido avançado estado de degradação do edifício. 20 anos depois, e volvidos três anos de obras intensas de remodelação, o Batalha volta a abrir portas esta sexta-feira, dia 9 de dezembro, às 17h30, e nesse mesmo dia tudo é gratuito. 

Metro do Porto. 950 milhões de validações em 20 anos de "vida"

O Metro do Porto superou os 950 milhões de validações em 20 anos de serviço, que se assinalam esta quarta-feira, mas as linhas que ficaram por construir, como as da Trofa, Campo Alegre ou Boavista, poderiam ter aumentado esse número.

Descentralização: Acordo alcançado na Ação Social corresponde a “algumas exigências da autarquia”, diz Filipe Araújo

A Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) e o Governo chegaram, esta terça-feira, a acordo no processo de descentralização de competências para a área da Ação Social, após o Governo ter anunciado um aumento da verba anual a transferir para as autarquias de 56,1 milhões de euros para 90,8 milhões. Em entrevista ao Porto Canal, Filipe Araújo defende que o entendimento dá resposta "a algumas das exigências da autarquia portuense".