Fogo na serra da Estrela 90% dominado

Fogo na serra da Estrela 90% dominado
| País
Porto Canal / Agências

O incêndio que lavra na serra da Estrela tem 90% do perímetro dominado, de acordo com a Proteção Civil, sendo a frente ativa na Covilhã, distrito de Castelo Branco, a que causa "maior preocupação".

"Neste momento 90% do perímetro do incêndio encontra-se dominado, sendo que existem 10% por dominar. O incêndio tem uma frente ativa no distrito de Castelo Branco, na Covilhã, entre a Quinta da Atalaia, Teixoso e Orjais, sendo a frente que nos preocupa mais", disse em conferência de imprensa o comandante nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em Carnaxide, Oeiras (Lisboa).

De acordo com André Fernandes, é nesta frente que existe "a maior concentração de meios".

O comandante nacional fez hoje pelas 12:00 um ponto de situação sobre o incêndio rural que deflagrou no dia 06 de agosto em Garrocho, no concelho da Covilhã, e se alastrou para outras zonas da serra da Estrela.

André Fernandes adiantou também que a frente no concelho da Guarda "apresenta vários pontos quentes, com oportunidades de abertura de incêndio caso haja reativações".

Por isso, alertou, existe uma "grande atenção e monitorização dos meios" para evitar reativações e "janelas de oportunidade para o fogo progredir".

O responsável frisou também que o fogo tem um perímetro de 160 quilómetros.

+ notícias: País

49 pessoas morreram afogadas em Portugal continental até ao final de abril

Quarenta e nove pessoas morreram afogadas em Portugal continental nos quatro primeiros meses do ano, o valor mais alto desde 2017, segundo dados do relatório do Observatório do Afogamento da Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores (FEPONS).

Nova atualização nos preços dos combustíveis na próxima semana

Depois de várias semanas consecutivas de descida, o preço dos combustíveis estagnou e não deverá subir, nem descer, a partir da próxima segunda-feira.

Há 111 medicamentos genéricos cuja venda em Portugal terá de ser suspensa

Portugal vai ter de suspender a venda e cancelar autorizações de 111 medicamentos genéricos testados pelo laboratório Synapse Labs, na Índia, após uma recomendação hoje feita nesse sentido pela Comissão Europeia aos Estados-membros da União Europeia (UE).