Covid-19: Surto com 31 trabalhadores infetados numa fábrica em Santiago do Cacém

| País
Porto Canal com Lusa

Santiago do Cacém, Setúbal, 08 jan 2021 (Lusa) -- Um surto com 31 trabalhadores infetados pelo vírus que provoca a covid-19 foi identificado numa unidade industrial na freguesia de Ermidas-Sado, no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal), foi hoje revelado.

"Foram detetados trabalhadores infetados numa fábrica em Ermidas-Sado, a maior parte de uma comunidade estrangeira, mas para já a situação não é de alarmismo", explicou à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha.

Segundo o autarca, a fábrica "tem cerca de 300 trabalhadores, metade são estrangeiros, e (...) o contágio não terá sido em ambiente laboral".

"[A empresa] tem regras e procedimentos internos muito rigorosos porque não querem correr o risco de parar a laboração, mas queremos aguardar os próximos dias para perceber se a situação fica estancada ou, se porventura, agrava", acrescentou.

Contactado pela agência Lusa, o delegado de saúde de Santiago do Cacém, Joaquin Toro, confirmou que, apesar do número elevado de trabalhadores infetados, o surto "está controlado".

"Ao todo são 31 trabalhadores, portugueses e estrangeiros, que foram colocados em isolamento após os rastreios e o importante é que a empresa está a colaborar, tendo ativando o plano de contingência", referiu.

O primeiro caso "foi detetado no passado sábado", tendo o alerta sido dado pela empresa "que contactou a autoridade de saúde pública local".

"Avaliámos o risco das pessoas e na terça-feira iniciámos o rastreio. Até agora já rastreamos três grupos, sendo que, na próxima segunda-feira, vamos voltar a realizar o quarto rastreio", especificou.

Todos os trabalhadores "que são de risco estão em isolamento, muitos estão assintomáticos e a empresa está a trabalhar com um grupo que não esteve em contacto com o grupo de risco", acrescentou o delegado de saúde, referindo que a unidade "poderá suspender a laboração porque está a trabalhar com um grupo muito reduzido de pessoas".

O concelho de Santiago do Cacém regista 54 casos ativos de covid-19, 266 recuperados e três óbitos.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.899.936 mortos resultantes de mais de 88 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 7.590 pessoas dos 466.709 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado com efeitos desde as 00:00 de 08 de janeiro, até dia 15.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

HYN // MCL

Lusa/Fim

+ notícias: País

Marcelo de olhos postos no incêndio que devasta Ourém: “Vamos ver se é preciso reforçar esses meios ao longo da noite"

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou, esta sexta-feira, estar a acompanhar a evolução do incêndio em Ourém e referiu que "os meios que foram mobilizados eram aqueles que eram considerados os possíveis e adequados para uma situação que estava complicada". 

Proteção Civil assegura que incêndio na Serra da Estrela ainda necessita de "muito trabalho de vigilância e consolidação"

O incêndio na Serra da Estrela já foi dominado, mas no terreno ainda se encontram mais de 700 operacionais apoiados por duas centenas de veículos. Em declarações ao Porto Canal, o Segundo Comandante Regional da Proteção Civil do Centro, Miguel Teixeira, referiu que para já ainda é necessário "muito trabalho de vigilância e consolidação", porque "as condições meteorológicas ainda não estão completamente favoráveis para a extinção completa".

25% do Parque Natural da Serra da Estrela atingido por fogos desde julho

O Parque Natural da Serra da Estrela foi atingido, desde julho, por cinco grandes incêndios que afetaram 25% da sua área total e causaram efeitos negativos "muito significativos em locais de sensibilidade ecológica elevada", divulgou hoje o ICNF.