Portugal com mais três mortes e 312 novos casos de infeção por Covid-19

Portugal com mais três mortes e 312 novos casos de infeção por Covid-19
| País
Porto Canal com Lusa

Portugal regista hoje mais três mortes e 312 novos casos de infeção por covid-19, em relação a quinta-feira, 236 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim, desde o início da pandemia até hoje registam-se 48.077 casos de infeção confirmados e 1.682 mortes.

Em termos percentuais, nas últimas 24 horas, o aumento de óbitos foi de 0,1% (passou de 1.679 para 1.682) e o de casos confirmados 0,6% (de 47.765 para 48.077).

Lisboa e Vale do Tejo é a região onde o aumento dos casos continua a ser mais significativo, contabilizando 75,6% dos novos casos, com 236 dos 312 contabilizados.

Em número de casos, Lisboa e Vale do Tejo lidera com 23.806, seguida pela região Norte (18.293, com 40 casos novos), a região Centro (4.340, 10 casos novos), o Algarve (764, sete casos novos) e o Alentejo (623, 18 casos novos).

Nos Açores registou-se na últimas 24 horas mais um caso de covid-19, passando agora para os 152, mantendo-se o número de óbitos (15), tal como na Madeira, que mantém os 99 casos e não registou ainda qualquer óbito.

Apesar dos aumentos em Lisboa e Vale do Tejo, é o Norte que regista o maior número de mortes (827), depois surge Lisboa e Vale do Tejo (555), Centro (251), Alentejo (19), Algarve (15) e Açores (15).

Nas últimas 24 horas, o número de pessoas internadas desceu de 476 para 447 (menos 29) e nos cuidados intensivos estão agora 67 pessoas (menos quatro).

Em relação à informação sobre os casos por concelho, a DGS diz que se refere ao total de notificações médicas no sistema SINAVE, não incluindo notificações laboratoriais. Como tal, pode não corresponder à totalidade dos casos por concelho.

A DGS informa ainda a caracterização demográfica apenas será atualizada às segundas-feiras, pelo que os três concelhos com mais casos confirmados continuam a ser Lisboa (4.084), Sintra (3.219) e Loures (2.088).

Por faixas etárias, o maior número de óbitos concentra-se nas pessoas com mais de 80 anos (1.127, mais três, hoje), seguidas das que tinham entre 70 e 79 anos (325), entre 60 e 69 anos (150) e entre 50 e 59 anos (55). Há 20 mortos registados entre os 40 e 49 anos, três entre os 30 e 39 e dois entre os 20 e 29 anos de idade.

Em termos de infetados, a maioria encontra-se na faixa etária entre 40 e 49 anos (7.945), depois entre 30 e 39 anos (7.827), 50 a 59 anos (7.356), 20 e 29 anos (7.280) e mais de 80 anos (5.654).

As autoridades de saúde têm sob vigilância 35.150 contactos de pessoas infetadas – mais 161 do que na quinta-feira - e 1.735 casos aguardam resultado laboratorial.

O número de doentes dados como recuperados aumentou para 32.790 (mais 314).

O Boletim da DGS:

Porto Canal

Porto Canal

Porto Canal

Porto Canal

+ notícias: País

Internamentos e óbitos causados pela gripe estão subnotificados

Os casos de internamentos por gripe em Portugal estão subnotificados, assim como as mortes causadas pela doença, segundo um estudo que analisou durante uma década o peso das hospitalizações e da mortalidade provocada pela gripe.

D. José Ornelas: "Os padres não são uma cambada de pedófilos"

D. José Ornelas garante que não protegeu nenhum abusador de crianças. O alegado encobrimento remete para um caso de 2011 de um alegado abuso de menores num orfanato, em Moçambique. A afirmação do bispo de Leiria-Fátima surge depois do Ministério Público ter confirmado que D. José Ornelas está a ser investigado.

Pilotos dizem que se TAP tem dinheiro para comprar BMW, tem dinheiro para repor condições laborais

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil sugeriu esta quarta-feira à TAP a mesma lógica de “gastar-mais, para poupar”, com que a companhia se defendeu sobre a renovação da frota automóvel corporativa, para a reposição das condições laborais dos trabalhadores.