ESPECIAL CANDIDATURAS
CLIQUE AQUI PARA VER MAIS
Projeto Parceria
Porto Canal
Info

Covid-19: Isolamento obrigatório só para doentes ou pessoas sob vigilância

Covid-19: Isolamento obrigatório só para doentes ou pessoas sob vigilância
| Política
Porto Canal com Lusa

O primeiro-ministro anunciou hoje as medidas para cumprir o estado de emergência, incluindo o "isolamento obrigatório" para doentes com Covid-19 ou que estejam sob vigilância ativa, sob o risco de "crime de desobediência".

Quanto aos restantes cidadãos, que não estejam doentes ou em vigilância, o recolhimento não é obrigatório, devendo cumprir um "dever geral de recolhimento domiciliário", afirmou António Costa após a reunião do Conselho de Ministros que aprovou as medidas para aplicar o estado de emergência decretado na quarta-feira pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, depois da autorização do parlamento e do parecer favorável do executivo.

Às pessoas que constam de grupos de risco, “com mais de 70 anos ou pessoas com morbilidades” é “imposto um dever especial de proteção”.

E “só devem sair em circunstâncias muito excecionais”, como a compra de bens, ir a um banco, aos CTT tratar “da reforma” ou ao centro de saúde, fazer “pequenos passeios higiénicos” ou “para passear animais de companhia”.

“Deve evitar, a todo o custo, para sua proteção qualquer deslocação para fora da residência”, insistiu, pedindo que prossiga “o esforço que as famílias, vizinhos, nas redes sociais, municípios e juntas de freguesia para apoiar muitos destes idosos de forma a permitir evitar deslocações desnecessárias”.

Aos restantes cidadãos, “ao conjunto da população” que não está nem doente, nem em vigilância nem pertence aos grupos de risco, impende o dever é de “recolhimento domiciliário”, devendo evitar a deslocações fora do domicílio, “além das que são necessárias”.

Há um conjunto de atividades, como sejam sair para trabalhar, acompanhamento de menores em período de recreação, ou passear animais de companhia, exemplificou.

+ notícias: Política

Conselho de Obras Públicas dá prioridade à ligação ferroviária Lisboa-Porto que deve avançar com brevidade

O Conselho Superior de Obras Públicas deu prioridade à ligação ferroviária Lisboa-Porto. É recomendada assim  a construção da linha com maior brevidade possível. O parecer alerta o Governo para a necessidade de se fazer um Plano Ferroviário Nacional.

Parlamento aprova projeto lei do PSD que altera financiamento eleitoral dos partidos

O Parlamento aprovou na generalidade um diploma do PSD que altera o financiamento eleitoral dos partidos. PAN e Iniciativa Liberal foram os únicos a votar contra.

Ministro do Ambiente prometo plano para o aterro de Valongo que "cause muito menos incómodo"

O Ministro do Ambiente diz que a última investigação ao aterro de Valongo levantou "preocupações". O município já pediu a proibição imediata do depósito de amianto nos terrenos. Matos Fernandes promete respostas nos próximos dias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.