Info

Enfermeiros fazem mais seis dias de greve em outubro se Governo não ceder

| País
Porto Canal com Lusa

Os sindicatos dos enfermeiros dão ao Governo até 04 de outubro para responder às suas reivindicações ou avançarão para mais seis dias de greve durante as três primeiras semanas do mês, afirmou esta segunda-feira a porta-voz das quatro estruturas.

Atualizado 22-09-2018 12:34

No balanço de dois dias de greve nacional que terminaram com "80,4% de adesão nos quatro turnos" abrangidos pela paralisação, Guadalupe Simões, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), afirmou que além dos seis dias de greve, os enfermeiros poderão avançar também para uma manifestação.

A próxima reunião entre governo e sindicatos é no dia 04 de outubro e, até lá, os enfermeiros esperam "uma nova proposta, como uma evolução de posição que vá ao encontro das reivindicações".

Caso não se concretize, os enfermeiros voltam a estar em greve nos dias 10, 11, 16, 17, 18 e 19 de outubro.

"Queremos uma proposta que esteja de acordo com o compromisso [assumido pelo governo] no processo negocial do ano passado, a valorização e dignificação da carreira, valorização de remunerações e valorização de especialistas e enfermeiros chefes".

 

+ notícias: País

Ryanair revela que fotografia dos tripulantes a dormir no chão foi encenada

Afinal foi encenada a fotografia dos tripulantes da Ryanair a dormir no chão de um aeroporto. A situação é demonstrada pela própria companhia aérea, ao divulgar as imagens da videovigilancia. O sindicato diz que a foto foi um gesto de protesto contra as más condições dadas à tripulação e acusa a Ryanair de ilegalidade na divulgação do vídeo.

Ryanair anuncia acordo com sindicato dos pilotos portugueses

A Ryanair anunciou hoje ter chegado a acordo com o sindicato português dos pilotos - SPAC -, que será a base para compromissos quanto a antiguidade e transferência de base.

Portugal na moda na Baviera

Portugal foi convidado a criar o "Itech from Portugal", onde designers nacionais expuseram peças inovadoras. Os produtos foram apresentados na Alemanha numa altura em que os mercados internacionais estão cada vez mais conscientes no que toca à sustentabilidade.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.