Info

Sindicatos dos enfermeiros dão início a paralisação de dois dias

Sindicatos dos enfermeiros dão início a paralisação de dois dias
| País
Porto Canal com Lusa

Os sindicatos dos enfermeiros deram início, às 08:00 de hoje, a dois dias de greve nacional que visa pressionar o Governo a apresentar uma contraproposta ao diploma da carreira de enfermagem.

Em declarações à agência Lusa, a dirigente do SEP (Sindicato dos Enfermeiros Portugueses), Guadalupe Simões, adiantou que "a principal reivindicação" dos sindicatos se prende com a apresentação por parte do Governo de uma proposta que esteja de acordo com os compromissos inscritos no âmbito do protocolo negocial.

"O Governo assumiu o compromisso de valorizar a carreira de enfermagem, de valorizar as funções de enfermeiro especialista e de enfermeiros na área da gestão e, vergonhosamente, a proposta que apresentou é ao arrepio dos compromissos assumidos e, portanto, não nos restou alternativa se não manter esta greve e apelar a uma adesão maciça dos enfermeiros", disse Guadalupe Simões.

Numa reunião negocial que teve na terça-feira, a CNESE, comissão que reúne o SEP e o SERAM (Sindicato de Enfermeiros da Região Autónoma da Madeira), teve "a oportunidade de oralmente repudiar a proposta apresentada pelo Governo, apesar de já o ter feito por escrito", contou.

"Face a esta posição por parte dos sindicatos, o Governo pondera apresentar uma nova proposta, mas a verdade é que, até agora, não aconteceu e, portanto, esta greve vai concretizar-se da mesma forma que o processo reivindicativo continuará, caso não haja alteração por parte do Governo desta posição", salientou a dirigente sindical.

Convocada por todos os sindicatos de enfermeiros (SEP, Sindicato Independente dos Profissionais de Enfermagem, Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal, Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros e o SERAM), a greve visa ainda exigir a "justa e correta" contagem dos pontos para efeito do descongelamento das progressões na carreira, a todos os enfermeiros, independentemente do vínculo.

Reivindica também o pagamento do suplemento remuneratório aos enfermeiros especialistas, a admissão de mais profissionais de saúde, um salário mínimo de 1600 euros mensais, a possibilidade de chegar ao topo da carreira técnica superior, suplementos para funções de especialista, a criação de categoria na área da gestão e a aposentação antes dos 66 anos.

+ notícias: País

Queda de elevador em edifício na Av. Casal Ribeiro em Lisboa provoca um morto

Um homem morreu hoje na sequência da queda de um elevador, ao qual fazia manutenção, numa instituição bancária na Avenida Casal Ribeiro, em Lisboa, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Ordem dos Médicos diz que número de formação em 2020 será o maior de sempre

O número de vagas para internato médico do próximo ano será o "maior de sempre", anunciou hoje a Ordem dos Médicos, adiantando que haverá mais de 1.800 vagas para especialidade médica, mais uma centena do que no ano passado.

PJ detém homem de 36 anos por suspeita de fogo posto em Viseu

Um homem desempregado, de 36 anos, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeita de ter ateado um incêndio florestal em Viseu, foi hoje anunciado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS