Info

Quatro detidos na operação CashBall após buscas em Alvalade

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 16 mai (Lusa) - A Polícia Judiciária (PJ) deteve hoje quatro pessoas durante buscas realizadas na SAD do Sporting, em Alvalade (Lisboa), por "suspeitas de corrupção ativa".

Em comunicado, a PJ adianta que a operação 'Cashball' envolveu 40 elementos da PJ e incluiu uma dezena de buscas domiciliárias e num clube desportivo (Sporting).

Os quatro detidos, que o Correio da Manhã identifica como sendo Paulo Silva, João Gonçalves, Gonçalo Rodrigues e André Geraldes, diretor desportivo do futebol do Sporting.

Os detidos serão agora presentes ao juiz de instrução para aplicação de medidas de coação.

O inquérito da operação 'Cashball'é dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto.

Segundo o CM, o alegado esquema de corrupção no andebol envolvia "a compra de equipas de arbitragem, quer para os leões ganharem, quer para o Futebol Clube do Porto, com o qual disputaram o campeonato até ao fim, perder" e abrangeu a época de 2016/17, na qual o Sporting se sagrou campeão.

CC/FC (JP/AO) // RPM

Lusa/Fim

+ notícias: País

Mulher de 84 anos morre em incêndio na sua habitação em Viseu

Uma mulher de 84 anos de idade morreu este domingo na sequência de um incêndio no apartamento onde residia, na cidade de Viseu, e do qual seria a única a habitante.

Fidelidade regista maior número de participação de sempre após tempestade Leslie

A seguradora Fidelidade anunciou ter recebido mais de 5000 participações de ocorrências na sequência da tempestade Leslie, o maior sinistro de sempre em número de participações na história da seguradora.

Ryanair revela que fotografia dos tripulantes a dormir no chão foi encenada

Afinal foi encenada a fotografia dos tripulantes da Ryanair a dormir no chão de um aeroporto. A situação é demonstrada pela própria companhia aérea, ao divulgar as imagens da videovigilancia. O sindicato diz que a foto foi um gesto de protesto contra as más condições dadas à tripulação e acusa a Ryanair de ilegalidade na divulgação do vídeo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.