Info

FC Porto entrega taça de Campeões Nacionais 2017/2018 ao Museu azul e branco

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

Foi erguida pelas mãos de Héctor Herrera no passado 6 de maio, no final do jogo com o Feirense, andou em mãos de muitos campeões, visitou a Câmara do Porto para ser exibida ao Mar Azul que inundou a Baixa da cidade a celebrar a sua conquista tão ansiada. Oito dias depois de ter sido conquistada, a taça que representa o 28.º título de campeão nacional do FC Porto está finalmente ao Museu, onde a partir agora pode ser contemplada, admirada – ou invejada – por todos aqueles que visitem o espaço que conta a história dos quase 124 anos do clube.

Atualizado 15-05-2018 11:49

Chegou na tarde desta segunda-feira, depois do treino aberto no Dragão, pelas mãos do treinador Sérgio Conceição e do capitão, que a colocaram no centro da Constelação do Dragão, que ilumina a grande coleção de troféus nacionais e internacionais que enchem o palmarés do FC Porto.

A cerimónia contou com a presença de todo o plantel, equipas técnica e médica e restante estrutura do futebol profissional, assim como Jorge Nuno Pinto da Costa e de membros da direção do clube e da SAD.

“É um troféu que nos fazia muita falta. Representa que vocês estão na história deste clube. Vão ficar perpetuados neste clube e neste museu, na história desta época de sucesso, em que todos estivemos envolvidos”, começou por dizer o Presidente do FC Porto para, logo a seguir, se dirigir a Sérgio Conceição e a toda a equipa.

“Quero destacar em primeiro lugar o míster Sérgio Conceição, que com toda a sua sabedoria, no momento em que assinou, disse que não vinha para aprender, mas sim para ensinar, aos que não sabiam, e eram poucos, e aos que sabiam o que era o FC Porto. Nas suas atitudes e na maneira como viveu e sofreu esta época, ensinou-nos que precisamos de trabalhar muito para entrar na história do FC Porto. Vocês estão na história por mérito próprio. Quero, no abraço que vou dar ao Sérgio Conceição e ao Herrera, que todos se sintam envolvidos. Nunca esqueceremos esta época, o que foi o vosso trabalho e a alegria que nos deram”, sublinhou.

O agradecimento foi retribuído com elogios por parte de Sérgio Conceição: “Emociono-me sempre que vejo, que estou presente e partilho momentos com o melhor presidente do mundo de todos os tempos. Digo isto porque é o presidente mais titulado do mundo, é uma pessoa com uma sabedoria enorme, a mais importante deste clube desde sempre e alguém que conheço desde os meus 16 anos”.

O treinador recordou ainda o seu percurso no FC Porto, clube que representou como jogador e que agora representa como treinador: “Tive a oportunidade de estar em cinco campeonatos pelo FC Porto, dois como júnior, três como sénior, e agora um como treinador, e ganhei quatro. Esse tem sido o meu trabalho, um trabalho sinónimo de sucesso e espero que assim continue, porque este clube habituou-nos a ganhar principalmente desde o início desta presidência”.

A cerimónia, transmitida em direto no Porto Canal, terminou com toda a estrutura do futebol profissional a assinar o livro de honra do Museu do FC Porto, que eterniza os grandes obreiros da conquista do 28.º título de campeão nacional.

+ notícias: FC Porto

FC Porto regressa aos treinos ainda sem Danilo e Maxi Pereira

O FC Porto regressou este domingo aos treinos ainda sem contar com os futebolistas Danilo e Maxi Pereira, que se lesionaram no 'clássico' em 12 de janeiro com o Sporting (0-0) e falharam os últimos jogos.

FC Porto Sub-17 vence GD Chaves por 6-0

Os Sub-17 do FC Porto golearam este domingo o Desportivo de Chaves por 6-0, no Olival, em encontro referente à 7.ª jornada da 2.ª fase do Campeonato Nacional de Juniores B.

FC Porto Fidelidade mantém liderança após empate com Lodi em Itália

O FC Porto Fidelidade empatou 1-1 com o Lodi no Palacastellotti, em Itália, este sábado à noite, em partida da 4.ª jornada do Grupo C da Liga Europeia de Hóquei em Patins e permanece invicto esta temporada na competição. A equipa orientada por Guillem Cabestany mantém o primeiro lugar com mais três pontos do que o adversário de hoje e mais quatro do que os catalães do Reus, sendo que os franceses do Saint Omer, que ainda não pontuaram, continuam no último posto.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.