Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Número de casos de Legionella sobe para 41

Número de casos de Legionella sobe para 41
| País
Porto Canal com Lusa

O número de casos confirmados de doença dos legionários do surto no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, subiu para 41, anunciou hoje a Direção-geral da Saúde (DGS).

Numa nota divulgada no seu site, a DGS indica que se mantêm internados em cuidados intensivos cinco doentes infetados com 'legionella'. Relativamente ao boletim divulgado na quarta-feira houve mais três casos registados.

O surto de 'legionella' identificado na sexta-feira no Hospital São Francisco Xavier já provou dois mortos.

A maioria dos casos deste surto ocorreu em mulheres (63%) e mais de 70% dos doentes infetados têm 70 ou mais anos.

Segundo a DGS, o primeiro caso de diagnóstico da doença dos legionários foi confirmado a 31 de outubro. Na passada sexta-feira foram confirmados oito casos, 14 no dia seguinte e quatro no domingo. Na segunda-feira foram confirmados sete casos, na terça-feira três casos, quarta-feira quatro casos e hoje até às 12:30 um outro.

Na terça-feira, o ministro da Saúde disse que a origem do foco de 'legionella' em Lisboa foi o hospital São Francisco Xavier, considerando que as primeiras evidências apontavam logo para uma emissão dentro do perímetro da unidade hospitalar.

+ notícias: País

Dentistas emigrados não querem voltar para Portugal

O bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas lamenta a saída constante para fora do país de profissionais especializados. Orlando Monteiro da Silva diz mesmo que o país forma profissionais em excesso e atira-os para a precariedade e a emigração.

Enfermeiros em greve nacional nos dias 22 e 23 de março

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) anunciou hoje uma greve nacional de enfermeiros no setor público nos dias 22 e 23 de março.

Cerca de 100 crianças metem as mãos na terra para reflorestar Tondela

Cerca de 100 crianças do 1º ciclo participaram num ação de reflorestação no Monte de São Marcos em Tondela, uma das áreas mais atingidas pelos incêndios e plantaram várias árvores entre pinheiros mansos e medronheiros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.