Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Vento forte dificulta trabalho dos bombeiros no parque Peneda Gerês

| Norte
Porto Canal com Lusa

Ponte da Barca, Viana do Castelo, 20 abr (Lusa) - O vento "muito forte", os "declives acentuados" e os "difíceis acessos" estão a dificultar o combate ao incêndio que lavra desde as 22:00 de quarta-feira na Peneda Gerês, disse hoje o responsável da proteção civil de Ponte da Barca.

Em declarações à agência Lusa, Inocêncio Araújo adiantou que o fogo "tem três frentes ativas enormes" cuja extensão não conseguiu quantificar.

Segundo aquele responsável "as três frentes estão viradas às povoações de Ermida, Germil/Lourido e Sobredo", todas na área do Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG).

"O vento é muito forte e as chamas atingiram uma extensão enorme. Com o calor previsto para a tarde e se não forem reforçados os meios, sobretudo aéreos, para atacar e estancar as chamas vão propagar-se montanha acima e podem aproximar-se das povoações", referiu.

Segundo Inocêncio Araújo o incêndio deflagrou cerca das 22:00 de quarta-feira no lugar de Lourido, freguesia de Entre Ambos-os-Rios, naquele concelho do distrito de Viana do Castelo.

"Para já lavrou em zona de pinhal que até tinha sido recentemente limpa. Para já não houve habitações ameaçadas", disse.

De acordo com fonte do Comando Operacional de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, encontravam-se no terreno pelas 09:00, mais de 20 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca, Sapadores Florestais e Grupo de Intervenção da GNR (GIPS).

Na quarta-feira, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) informou que as regiões Norte e Centro vão registar hoje índices "elevados a muito elevados" de risco de incêndio.

De acordo com a informação da ANPC "destaca-se para os próximos dias a existência de um cenário desfavorável em termos de incêndios florestais", assente em temperaturas máximas que podem atingir valores entre os 28 e os 30 graus Celsius na generalidade do território, "situação que poderá manter-se nos próximos três dias".

ABYC // JGJ

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Trabalhadores de call center do hospital da Arrábida em greve contra transferência da empresa

Perto de 20 trabalhadores do call center do hospital da Luz Arrábida, em Gaia, fizeram em greve esta segunda-feira de manhã. Contestam a transferência para o hospital da Luz da Póvoa de Varzim, e dizem tratar se de uma decisão ilegal. Já a administração do hospital nega qualquer tipo de irregularidade no processo.

População de Trás-os-Montes sem água devido à seca extrema

Em Trás-os-Montes os agricultores continuam preocupados com a falta de água e seca extrema. Todos os dias os bombeiros voluntários de Miranda do Douro vêem-se obrigados a transportar cerca de 160 mil litros para garantir os níveis mínimos dos depósitos em algumas aldeias.

Arouca foi o palco do Festival Internacional do Folclore

Arouca continua a marcar a diferença com o Festival Internacional de Folclore. Pensado para envolver cada vez mais a comunidade local, este ano o cartaz reuniu mais de 300 pessoas e quatro grupos vieram do estrangeiro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...