Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

CGD: Costa defende autonomia de gestão da administração no plano de reestruturação

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 20 mar (Lusa) - O primeiro-ministro defendeu hoje que o plano de reestruturação da CGD prevê a presença do banco público em todo o país e salientou que o Governo não se substituirá à administração, colocando em causa a liberdade de gestão.

António Costa falava aos jornalistas após ter estado reunido cerca de duas horas com representantes das ordens profissionais, depois de questionado sobre a contestação existente ao plano de reestruturação da Caixa Geral de Depósitos (CGD), o qual prevê o encerramento de 180 balcões até 2020.

"O plano de reestruturação da CGD garante a presença da Caixa em todo o país, em todos os concelhos. Mas, o Estado ser acionista da Caixa não significa que o Governo se deva meter na vida do dia-a-dia da CGD. Temos uma administração que deve exercer as suas funções com independência, com autonomia - e o Governo tem toda a confiança na Caixa para assegurar a boa gestão", respondeu o primeiro-ministro.

PMF // VAM

Lusa/fim

+ notícias: Política

António Costa assegura indemnização rápida em caso de responsabilidade do Estado na tragédia de Pedrógão Grande

O primeiro-ministro assegurou esta quarta-feira que, se se provar que houve responsabilidade objetiva do Estado na tragédia de Pedrógão Grande, será utilizado "um esquema expedito" de indemnização às vítimas que as dispense dos processos normais judiciais.

Ministro da Agricultura afirma que quem tirar proveito "próprio" dos incêndios vai ser prejudicado

O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, afirmou esta quarta-feira no parlamento que quem procurar utilizar as consequências dos incêndios da região centro em "benefício próprio" vai ser prejudicado, nomeando o líder do PSD, Passos Coelho.

Governo aciona fundo que permite recuperação de equipamentos municipais

O Governo acionou o Fundo de Emergência Municipal (FEM) para que os municípios afetados pelos incêndios possam recuperar equipamentos que são da sua responsabilidade, como estradas e saneamento básico, disse esta quarta-feira no parlamento o ministro Adjunto, Eduardo Cabrita.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS