Info

Autoridades turcas apelam à população para ficar mobilizada

Autoridades turcas apelam à população para ficar mobilizada
redes sociais
| Mundo
Porto Canal com Lusa

Três dias depois da tentativa de golpe de Estado, as autoridades turcas apelaram à população para ficar mobilizada, enquanto multiplicaram as prisões entre os membros do exército e da justiça.

Milhares de pessoas reuniram-se novamente esta noite na praça Taksim, em Istambul, e na praça Kizilay, em Ancara, para manifestar apoio ao Presidente, Recep Tayyip Erdogan, que por sua vez reiterou o apelo à população para sair às ruas, apesar de o golpe de Estado ter fracassado.

"Durante o dia vamos trabalhar. À noite, depois do trabalho, continuamos a nossa vigília nos locais públicos", disse também o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, perante a multidão na capital.

A Turquia foi alvo de uma tentativa de golpe de Estado na sexta-feira à noite, mas o Presidente, Recep Erdogan, e Governo recuperaram o controlo do país no sábado.

O último balanço do Governo turco aponta para 290 mortos entre revoltosos (100) e civis e forças leais a Erdogan (190), mais de 1.400 feridos, cerca de 6.000 detidos e cerca de 3.000 mandados de prisão emitidos contra juízes e procuradores.

+ notícias: Mundo

Cientistas descobrem anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19

Uma equipa internacional de cientistas descobriu anticorpos que podem neutralizar as variantes da Covid-19, incluindo esta última variante Ómicron, um estudo que foi desenvolvido por cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos EUA

Governo angolano nomeia comissão de gestão da Zap e afasta Isabel dos Santos

Luanda, 28 jan 2022 (Lusa) -- O governo angolano nomeou hoje uma comissão de gestão para as empresas Zap Media e Finstar e suspendeu do exercício de funções os membros do conselho de administração da empresa de televisão, presidido pela empresária Isabel dos Santos.

Ucrânia: Ciberataques e golpe de Estado entre "ampla gama" de possíveis ataques russos - NATO

Bruxelas, 28 jan 2022 (Lusa) -- A Rússia pode executar uma "ampla gama" de atos violentos contra a Ucrânia, como ciberataques, um golpe de Estado ou sabotagem referiu hoje o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.