TAP regista prejuízo superior a 70 milhões de euros

TAP regista prejuízo superior a 70 milhões de euros
Pedro Benjamim | Porto Canal
| Economia
Porto Canal

A TAP anunciou, esta sexta-feira, que no primeiro trimestre do presente ano registou prejuízos de 71.9 milhões de euros, comparativamente a igual período do ano transato.

"O resultado líquido registou um valor negativo de EUR 71,9 milhões, tendo diminuído em EUR 14,5 milhões em comparação com o 1T23. No entanto, quando comparado com o 1T19, melhorou em EUR 34,7 milhões", lê-se no comunicado da transportadora enviado às redações.

O presidente executivo da companhia área, Luís Rodrigues, ressalvou na mesma nota que durante o período acima referido a TAP prossegui a transformação estrutural que tem vindo a implementar.

"O investimento nas nossas pessoas, incluindo o fim dos cortes salariais, correções da elevada inflação e os novos acordos de empresa, têm um impacto imediato no resultado, mas os benefícios continuarão a materializar-se ao longo do tempo. (...) O nosso foco e empenho mantém-se: estabelecer a TAP como uma companhia sustentadamente rentável e uma das companhias mais atrativas da indústria para os nossos Clientes, Trabalhadores e Acionistas” concluiu.

+ notícias: Economia

Bruxelas elogia cortes "permanentes de despesa" anunciados pelo Governo

A Comissão Europeia saudou hoje o facto de as medidas anunciadas pelo primeiro-ministro se basearem em "reduções permanentes de despesa" e destacou a importância de existir um "forte compromisso" do Governo na concretização do programa de ajustamento.

Bruxelas promete trabalhar "intensamente" para conluir 7.ª avaliação

Bruxelas, 06 mai (Lusa) -- A Comissão Europeia está empenhada em trabalhar "intensamente" para terminar a sétima avaliação à aplicação do programa de resgate português antes das reuniões do Eurogrupo e do Ecofin da próxima semana, mas não se compromete com uma data.

Euribor sobe a três meses e mantém-se no prazo de seis meses

Lisboa, 06 mai (Lusa) -- A Euribor subiu hoje a três meses, manteve-se inalterada a seis meses e desceu a nove e 12 meses, face aos valores fixados na sexta-feira.