Tudo sobre a final da Champions: as equipas, os percursos e a história

Tudo sobre a final da Champions: as equipas, os percursos e a história
| Desporto
Porto Canal

A final da Liga dos Campeões 2023/2024 vai colocar frente a frente a equipa mais titulada de sempre da competição e um emblema que não põe as mãos na “orelhuda” desde 1997. Real Madrid e Borussia Dortmund vão subir ao relvado a 1 de junho de 2024, no Estádio Wembley, em Londres, com um único objetivo: tornar-se campeão de clubes da Europa.

Ambas equipas venceram os respetivos grupos na presente edição. O Real Madrid teve pela frente o Nápoles, Braga e Union Berlin, e alcançou um registo perfeito de seis vitórias em tantos jogos. Já o Borussia Dortmund estava no chamado “grupo da morte”, com PSG, Newcastle e AC Milan, tendo conseguido o primeiro lugar com três vitórias, dois empates e uma derrota.

Na fase a eliminar, o Real Madrid eliminou primeiro o RB Leipzig por 2-1 na eliminatória, depois o Manchester City em mais um duelo épico a duas mãos que apenas ficou resolvido nos penaltis, antes da reviravolta épica desta quarta-feira frente ao Bayern de Munique.

O Borussia Dortmund começou por deixar para trás do PSV Eindhoven, eliminou depois o Atlético Madrid e conseguiu esta terça-feira uma das grandes surpresas desta edição da Liga dos Campeões ao bater por 2-0 no somatório das duas mãos o Paris Saint-Germain.

A história dos clubes na Liga dos Campeões

O Real Madrid é, de longe, a equipa com maior sucesso na Champions. Conquistou o título por 14 vezes, o dobro do emblema seguinte com mais vitórias, o AC Milan. Levou para Madrid o troféu em 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1966, 1998, 2000, 2002, 2014, 2016, 2017, 2018, 2022. Chegou por três outras ocasiões à final, em 1962, 1964 e 1981. Há mais de 40 anos que não perde no jogo decisivo da competição.

Já o Borussia Dortmund, não sendo um estreante na posição de finalista da Liga dos Campeões, não tem um palmarés de todo tão recheado. É a terceira vez que alcança esta fase da competição, depois de ter registado a única conquista em 1997 e de ter perdido na final em 2013. Na altura, com Jurgen Klopp no comando técnico, foram derrotados pelo Bayern de Munique num jogo em que eram favoritos – tinham acabado de ser campeões da Alemanha, à frente dos bávaros.

A final de 2013 foi, curiosamente, a última vez que o estádio Wembley recebeu a final da Champions, quando o Dortmund perdeu por 2-1. Antes disso, entre o novo e o anterior estádio nacional inglês, a final da Liga dos Campeões havia sido disputada em seis outras ocasiões nesse palco.

+ notícias: Desporto

FC Porto (Hóquei em Patins): A final passa pelo Dragão Arena. Crónica de jogo

O FC Porto bateu nesta quarta-feira o Sporting após o desempate por penáltis (7-5), no Dragão Arena, e está na final Play-off do Campeonato Nacional de hóquei em patins depois de vencer esta eliminatória das meias-finais (3-2).

Ricardo Ares: "Todos juntos, vamos lutar para sermos campeões"

Foi clássico intenso, emocionante e que só ficou decidido no desempate por penáltis, mas valeu o triunfo do FC Porto frente ao Sporting (7-5) e a respetiva passagem à final do Play-off do Campeonato Nacional de hóquei em patins, no qual os azuis e brancos voltarão a ter o fator casa a favor, independentemente do adversário (Benfica ou Oliveirense).

FC Porto (Hóquei em Patins): ‘Dragões’ garantem presença na final

O FC Porto carimbou o passaporte para a final, depois de vencer o Sporting nas grandes penalidades, no derradeiro duelo dos play-offs das meias-finais do campeonato nacional.