Eleições. Mais de 200.000 inscritos para voto antecipado em mobilidade

Eleições. Mais de 200.000 inscritos para voto antecipado em mobilidade
| Política
Porto Canal / Agências

Mais de 200.000 eleitores inscreveram-se para votar antecipadamente em mobilidade no domingo, uma semana antes das eleições legislativas, anunciou esta sexta-feira o Ministério da Administração Interna (MAI).

“O número de inscritos para o voto antecipado em mobilidade para as eleições legislativas de 2024 totalizou 208.007 eleitores recenseados no território nacional”, adiantou o MAI, em comunicado.

Os eleitores recenseados no território nacional podiam inscrever-se até quinta-feira para votar em mobilidade no próximo domingo, uma semana antes das eleições legislativas, agendadas para 10 de março.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou que irá votar antecipadamente no domingo, uma semana antes das eleições legislativas, para as quais são chamados a votar mais de 10,8 milhões de portugueses, para escolher 230 deputados.

A estas eleições concorrem 18 forças políticas, 15 partidos e três coligações.

Segundo o MAI, o número de inscritos nesta modalidade de voto é bastante inferior ao registado nas legislativas de 2022 (315.785 inscritos), mas muito superior aos inscritos nas legislativas de 2019 (56.291).

No próximo domingo, quem se inscreveu para voto antecipado, poderá exercer o seu direito nas mesas de voto existentes em cada município do continente.

Entre os inscritos está o Presidente da República, que decidiu votar antecipadamente por se sentir esclarecido relativamente às propostas dos candidatos e por considerar que é um estímulo contra a abstenção.

Caso o eleitor se tenha inscrito para votar em mobilidade mas não consiga exercer esse direito na data prevista, 03 de março, poderá votar no dia das eleições legislativas, 10 de março, na assembleia ou secção de voto na qual se encontra recenseado.

Instituída com a entrada em vigor da Lei Orgânica n.º 3/218, por ocasião da eleição de deputados portugueses ao Parlamento Europeu em 2019, a modalidade de voto antecipado em mobilidade foi escolhida por 285.848 nas eleições legislativas de 2022.

+ notícias: Política

Líder do PCP acusa Governo de legalizar o tráfico de influência

O líder do PCP acusou este sábado o Governo de aprovar um conjunto de medidas de combate à corrupção que, na prática, legaliza o tráfico de influências, e insistiu no aumento imediato de todos os salários.

Reuniões com sindicatos médicos adiadas por agenda e colaboração com Finanças

O Ministério da Saúde esclareceu este sábado que as reuniões com sindicatos médicos foram adiadas devido a alterações na agenda da ministra e pelo trabalho que está a ser feito em colaboração com o Ministério das Finanças.

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.