Carlos III pode vir a abdicar do trono

Carlos III pode vir a abdicar do trono
| Mundo
Porto Canal / Agências

Falta de informação levanta especulações sobre decisão do rei. Casa Real britânica reafirma que princesa Kate recupera bem.

A falta de informações sobre o tipo de cancro que afeta Carlos III, bem como onde se localiza e qual o tipo de tratamento que recebe está a levantar rumores de que o rei pode abdicar do trono em breve porque o grau de perigosidade será maior do que se diz.

Tom Quinn, especialista em realeza britânica, revelou ao jornal “The Mirror” que William está no centro dos planos para que venha a assumir mais cedo o cargo e que Harry está de fora porque “ninguém” confia no marido de Meghan Markle.

Embora tenha anunciado que regressou ao trabalho no Palácio de Buckingham, após uma reunião do Conselho Privado, Carlos III esteve ausente na cerimónia de homenagem a Constantino II, o último dos reis gregos e padrinho do princípe herdeiro, havendo notícias que indicam que o rei se dedica à meditação com um monge ortodoxo.

Também William esteve ausente naquele evento, alegando “motivos pessoais”, mas potenciando rumores sobre o estado de saúde em que realmente se encontra a mulher, Kate.

Esta quinta-feira, o Palácio de Kensington voltou a pronunciar-se sobre a recuperação da princesa de Gales através de um porta-voz: “Fomos muito claros desde o início ao afirmar que a princesa de Gales estaria ausente até depois da Páscoa e que o Palácio de Kensington só forneceria atualizações quando algo fosse significativo.” E reforçou que Kate está a recuperar bem.

+ notícias: Mundo

Israel ataca posição militar no sul da Síria

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) indicou que Israel atacou esta sexta-feira uma posição militar no sul da Síria, no mesmo dia em que foram registadas explosões no centro do Irão.

Ex-membro da máfia de Nova Iorque escreve livro dirigido a empresários

Lisboa, 06 mai (Lusa) -- Louis Ferrante, ex-membro do clã Gambino de Nova Iorque, disse à Lusa que o sistema bancário é violento e que escreveu um livro para "aconselhar" os empresários a "aprenderem com a máfia" a fazerem negócios mais eficazes.

Secretário-geral das Nações Unidas visita Moçambique de 20 a 22 de maio

Maputo, 06 mai (Lusa) - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, vai visitar Moçambique de 20 a 22 de maio, a primeira ao país desde que assumiu o cargo, em 2007, anunciou o representante do PNUD em Moçambique, Matthias Naab.