Circunvalação no Porto “é perigosa” para os ciclistas

Circunvalação no Porto “é perigosa” para os ciclistas
Foto: João Azevedo | Porto Canal
| Porto
Porto Canal

Há cerca de quatro anos que Paulo Lopes atravessa a Estrada Nacional 12, popularmente conhecida como Circunvalação, com a sua bicicleta para ir para a faculdade, uma realidade que com o passar dos anos tornou-se um hábito para muitas pessoas, sobretudo com o crescimento galopante dos preços dos combustíveis. 

O momento prazeroso torna-se, por vezes, num desafio devido ao forte tráfego automóvel que aquela via rodoviária apresenta, condições inadequadas para os velocípedes.

“O ciclista tem que estar bem direitinho na linha” e “há momentos em que tem que se estar muito atento, porque ao mínimo descuido uma pessoa pode cair e haver um acidente”, conta Paulo ao Porto Canal, enquanto fazia uma paragem no seu percurso junto ao Amial.

Sem uma ciclovia, os ciclistas pedalam na berma da estrada a poucos metros de distância dos veículos, uma situação que se torna numa dor de cabeça. Com este cenário, o medo e a preocupação são constantes. 

“É uma zona perigosa. Agora, na cidade do Porto há vários sítios em que não conseguimos aceder de bicicleta. Quando está a chover, ainda é mais perigoso”, completa, revelando que já esteve na iminência de ter acidentes com automóveis.

Mais à frente junto à Senhora da Hora interrompemos a viagem de Caio Orélio até ao Carvalhido. 

“Tornou-se uma via perigosa e os carros ultrapassam os 50 km/h. Eu não venho por aqui de manhã, porque o movimento é muito grande e é muito perigoso”, frisou indo ao encontro da opinião de Paulo Lopes. 

Para fazer jus aos perigos iminentes da Circunvalação, os dois 'colegas' de asfalto concordam que deveria ser implementada uma ciclovia. Por sua vez, Caio Orélio disse que a sinalização da rodovia deveria ser melhorada e instalados mais radares de velocidade. 

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 

Uma publicação partilhada por Porto Canal (@porto.canal)

Requalificação da Circunvalação não avançou

A falta de segurança leva Paulo Lopes a equacionar o seu modo de transporte antes de sair de casa. Portanto, na sua opinião a melhor solução para a rodovia passa pela implementação de uma ciclovia.

A Circunvalação foi construída no século XX e liga Matosinhos à Ribeira do Porto, numa extensão total de 17.000 metros. Decorria o ano de 2017 quando foi apresentado um projeto de requalificação para a rodovia.

O investimento na ordem dos 58 milhões de euros previa renovar 17 quilómetros da via nos municípios do Porto, Matosinhos, Gondomar e Maia e a transformação do separador central como um corredor que seria destinado ao transporte público e a uma ciclovia.

O projeto que tornava a Circunvalação numa Alameda urbana com velocidade reduzida ‘caiu por terra’ por falta de financiamento.

+ notícias: Porto

Portuenses contra estacionamento pago na zona industrial. “Quem põe aqui o carro é porque vem trabalhar”

Trabalhadores e moradores da zona industrial no Porto estão contra o estacionamento pago em três ruas que pode começar ainda durante este mês de fevereiro. Na Avenida Fontes Pereira de Melo e nas ruas Manuel Pinto de Azevedo e Eng. Ferreira Dias foram já formalizados 512 novos lugares de estacionamento pago, ainda que estes não estejam já a ser cobrados.

Incêndio em colégio no Porto já está extinto

O incêndio que deflagrou ao início da tarde de deste domingo no Colégio Flori, no Porto, "já está extinto" e em fase de rescaldo e ventilação, adiantaram ao Porto Canal as autoridades.

Last Folio: as duras memórias do Holocausto 

O Museu e Igreja da Misericórdia do Porto acolhem a exposição internacional LAST FOLIO acompanhada por um documentário, que mostra as memórias do Holocausto. A exposição do fotógrafo Yuri Dojc e da cineasta Katya Krausova, pode ser visitada até novembro.