Comissão Nacional do PS reúne-se este sábado para marcar congresso e eleição direta do novo líder

Comissão Nacional do PS reúne-se este sábado para marcar congresso e eleição direta do novo líder
| Política
Porto Canal/Agências

A Comissão Nacional do PS reúne-se este sábado para formalizar as decisões de realizar o congresso em 06 e 07 de janeiro e as eleições diretas para o cargo de secretário-geral socialista em 15 e 16 de dezembro.

Esta reunião, que decorrerá no Parque das Nações, em Lisboa, a partir das 10:00, será aberta com uma intervenção do ainda líder socialista, António Costa, sobre a situação política nacional, mas desta vez, ao contrário do que aconteceu nas anteriores, será fechada à comunicação social.

António Costa pediu a demissão das funções de primeiro-ministro no passado dia 07, ocasião em que também anunciou que não voltará a recandidatar-se a este cargo nas eleições legislativas antecipadas de 10 de março.

Para a sucessão de António Costa na liderança do PS, estão já no terreno duas candidaturas: a do ex-secretário-geral adjunto e atual ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, e a do deputado socialista e ex-ministro Pedro Nuno Santos.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Comissão Organizadora do Congresso (COC), Pedro do Carmo, adiantou que as candidaturas ao cargo de secretário-geral do PS terão de ser entregues até 30 deste mês, com assinaturas de 200 proponentes militantes socialistas e acompanhadas de uma moção de orientação política.

Para as eleições diretas para o cargo de secretário-geral do PS dos dias 15 e 16 de dezembro, segundo o presidente da COC, podem votar cerca de 80 mil militantes socialistas, desde que tenham as respetivas quotas pagas (do primeiro semestre deste ano) até ao fim deste mês.

O próximo congresso do PS, que se deverá realizar em Lisboa, vai ter 1600 delegados eleitos e mais 1100 com direito de inerência por serem titulares de cargos políticos autárquicos ou em órgãos nacionais desta força política.

Com eleições legislativas antecipadas marcadas para 10 de março, a Comissão Nacional do PS também deverá tomar a decisão de adiar as eleições federativas e concelhias deste partido, que estavam previstas para o início de 2024.

+ notícias: Política

Nuno Melo apela ao voto em…Pedro Nuno Santos

Na noite desta sexta-feira, durante um comício em Santa Maria da Feira, Nuno Melo, o líder do CDS-PP e parceiro da coligação de Luís Montenegro enganou-se no seu discurso e apelou ao voto em Pedro Nuno Santos nas eleições legislativas de 10 de março.

Durão Barroso: "Não temos de pedir desculpa" mas "ter orgulho no que fizemos" no período da "troika"

O antigo presidente da Comissão Europeia Durão Barroso defendeu, esta sexta-feira, que o PSD e o CDS-PP não têm de pedir desculpa, mas ter orgulho no que fizeram no Governo “com sentido patriótico” no período da “troika”.

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.