Plano para a estação de alta velocidade de Gaia vai ser desenhado por Joan Busquets

Plano para a estação de alta velocidade de Gaia vai ser desenhado por Joan Busquets
| Norte
Porto Canal / Agências

O arquiteto e urbanista catalão Joan Busquets vai desenhar o plano de urbanização da estação ferroviária de alta velocidade de Vila Nova de Gaia, situada em Santo Ovídio, segundo documentos da Infraestruturas de Portugal (IP).

De acordo com um contrato publicado na passada semana no portal de contratação pública Base, e esta quarta-feira consultado pela Lusa, a IP assinou com o gabinete do especialista um contrato de ajuste direto no valor de 221,6 mil euros.

"A presente aquisição de serviços tem por objeto contratar a elaboração do plano de urbanização da estação de Vila Nova de Gaia, contemplando uma nova solução que defina a localização e integração da estação ferroviária de Vila Nova de Gaia, no âmbito da linha de Alta Velocidade Porto - Lisboa", pode ler-se no contrato com duração de 182 dias.

No âmbito da futura linha de alta velocidade, Joan Busquets está também responsável pelo Plano de Urbanização de Campanhã, no Porto, e da inserção urbanística das estações de Coimbra e Leiria.

A Lusa questionou a IP e a Câmara de Gaia sobre mais pormenores acerca do plano de urbanização e aguarda resposta.

A estação da alta velocidade de Vila Nova de Gaia ficará situada num túnel na zona de Santo Ovídio, nas traseiras da Fundação Couto, e, segundo uma apresentação da IP feita no dia 21 de setembro, contará com ligação direta às linhas Amarela e Rubi do Metro do Porto.

Em Vila Nova de Gaia, a linha ferroviária de alta velocidade terá uma extensão de 14 quilómetros (dez em túnel) desde Espinho até à nova ponte rodoferroviária sobre o rio Douro.

O município de Vila Nova de Gaia quer aproveitar o traçado da linha ferroviária de alta velocidade para fechar e recuperar as pedreiras a norte da A29, entre Canelas e Vilar do Paraíso, segundo o Estudo de Impacto Ambiental.

Em causa está a variante de Vila Nova de Gaia, um traçado de 14,6 quilómetros maioritariamente em túnel, o que "permite minimizar as afetações de núcleos urbanos em Serzedo e em Vilar do Paraíso", em Gaia.

É proposta uma solução de túnel bitubo (com um tubo para cada sentido de circulação) que intersetaria "uma das pedreiras em Vilar do Paraíso, que se encontra já em final de exploração e encerramento (2027)", conciliando "o desenvolvimento urbanístico que a zona das pedreiras poderá ter após a sua selagem, cujo restante encerramento ocorrerá até 2028".

A variante chegaria depois à estação subterrânea de Santo Ovídio, em Gaia, que terá "500 m de extensão, dispondo de plataformas de passageiros de 420 m de comprimento por 5,0 m de largura", sendo "uma estação do tipo apeadeiro", já que não se preveem desvios de vias.

O projeto de alta velocidade Lisboa-Porto, com um custo estimado de cerca de 4,5 mil milhões de euros, prevê uma ligação entre as duas cidades numa hora e 15 minutos, com paragem possível em Leiria, Coimbra, Aveiro e Gaia.

O desenvolvimento do projeto e construção da primeira fase (Porto - Soure) está previsto para os intervalos entre 2024 e 2028, e o Soure - Carregado (a ligação a Lisboa terá desenvolvimento posterior) entre 2026 a 2030.

Paralelamente, está também a desenvolver-se a ligação Porto-Vigo, dependente da articulação com Espanha, com nova ligação ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro e troço Braga-Valença (distrito de Viana do Castelo) até 2030.

+ notícias: Norte

CP perdeu clientes a Norte do país, mas 2023 foi ano de mais passageiros

Em 2023, a Comboios de Portugal (CP) transportou mais 25 milhões de passageiros do que em 2022, mas as receitas diminuíram em 8,4 milhões de euros. Esta situação, escreve o jornal Público, deve-se ao Programa de Apoio à Redução Tarifária, que baixou os preços dos passes mensais, aumentando a procura sem aumentar os lucros. O aumento de passageiros aconteceu, contudo, a Sul, uma vez que em Coimba e no Porto o serviço perdeu adesão.

Jovem de 24 anos ferido após colidir contra árvore em Fafe

Um jovem de 24 anos ficou ferido após o carro que conduzia colidir contra uma árvore, na tarde deste sábado, em Fafe. O acidente ocorreu na Estrada Nacional 311, em Estorãos, quando o condutor perdeu o controlo da viatura.

Famalicão requalifica e adapta centro para impulsionar investigação e inovação no concelho

O Centro de Investigação, Inovação e Ensino Superior (CIIES) de Famalicão, em Vale São Cosme, será transformado no Famalicão IN Hub. O anúncio foi feito durante o encerramento da Semana da Inovação e Ciência.