Sismo de magnitude 4,6 sentido em Marraquexe

Sismo de magnitude 4,6 sentido em Marraquexe
| Mundo
Porto Canal/Agências

Um sismo de magnitude 4,6 abalou esta quinta-feira a zona do Atlas e foi sentido na cidade de Marraquexe, sendo a primeira réplica a ultrapassar os 4,5 desde o sismo do dia 08, que causou quase 3.000 mortos.

O sismo desta quinta-feira foi registado às 06h53 locais (05h53 em Lisboa).

Desde que ocorreu o terramoto de magnitude entre 6,8 e 7 (dependendo da organização que o mede), há seis dias, houve muitos abalos secundários na área e alguns foram sentidos, como um de 3,9 na quarta-feira.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o sismo sentido esta quinta-feira foi de magnitude 4,6 e ocorreu a uma profundidade de 9,7 quilómetros, perto de Ighil, a mesma aldeia nas montanhas do Atlas que foi o epicentro do sismo do dia 08.

O maior abalo causou mais de 2.900 mortos e mais de 5.500 feridos, e provocou danos generalizados na região de Marraquexe.

O tremor de terra, cujo epicentro se registou na localidade de Ighil, 63 quilómetros a sudoeste da cidade de Marraquexe, foi sentido em Portugal e Espanha, tendo atingido uma magnitude de 7,0 na escala de Richter, segundo o Instituto Nacional de Geofísica de Marrocos - o Serviço Geológico dos Estados Unidos registou uma magnitude de 6,8.

Este sismo é o mais mortífero em Marrocos desde aquele que destruiu Agadir, na costa oeste do país, em 29 de fevereiro de 1960, causando entre 12.000 e 15.000 mortos, um terço da população da cidade.

De acordo com a escala de Richter, os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequenos (2,0-2,9), pequenos (3,0-3,9), ligeiros (4,0-4,9), moderados (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grandes (7,0-7,9), importantes (8,0-8,9), excecionais (9,0-9,9) e extremos (quando superior a 10).

+ notícias: Mundo

Líderes do G7 condenam unanimemente "ataque sem precedentes" do Irão a Israel

Os líderes do G7, o grupo dos países mais ricos do mundo, “condenaram unanimemente o ataque sem precedentes do Irão a Israel”, afirmou este domingo o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, no final da reunião.

Ex-membro da máfia de Nova Iorque escreve livro dirigido a empresários

Lisboa, 06 mai (Lusa) -- Louis Ferrante, ex-membro do clã Gambino de Nova Iorque, disse à Lusa que o sistema bancário é violento e que escreveu um livro para "aconselhar" os empresários a "aprenderem com a máfia" a fazerem negócios mais eficazes.

Secretário-geral das Nações Unidas visita Moçambique de 20 a 22 de maio

Maputo, 06 mai (Lusa) - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, vai visitar Moçambique de 20 a 22 de maio, a primeira ao país desde que assumiu o cargo, em 2007, anunciou o representante do PNUD em Moçambique, Matthias Naab.