Grupo de Vila do Conde "pinta" o chão do Parque Eduardo VII de flores para o Papa Francisco

Grupo de Vila do Conde "pinta" o chão do Parque Eduardo VII de flores para o Papa Francisco
Foto: JMJ Lisboa 2023
| Norte
Catarina Cunha

Um grupo de 30 elementos de vila-condenses movidos pela Fé desenhou e concebeu um tapete de flores no Parque Edurado VII, conhecido pela Colina do Encontro, para acolher o Papa Francisco durante a Cerimónia de Acolhimento que decorre esta tarde, sendo este o primeiro encontro oficial do Santo Padre com os milhares de peregrinos que participam na Jornada Munidial da Juventude. 

“A ideia partiu de um convite que foi feito à Paróquia de São João de Batista e à Câmara Municipal de Vila do Conde”, contou um dos membros do grupo ao Porto Canal.

Nuno Galvão partilhou que o tapete composto por cerca de 80 mil flores naturais e 70 metros quadrados de verde começou a ser criado há cerca de três semanas “com a desfolagem pétala a pétala”, tendo sido concluído na madrugada desta quinta-feira.

Relativamente ao desenho do tapete, o grupo trouxe um quadro de Maria e também uma imagem de Jesus Cristo, “que é o Pai de todos nós”, referiu o voluntário.

Apesar do trabalho ter sido dado como terminado, até à cerimónia de acolhimento “o tapete tem que ser regado para que as flores não voem”, acrescentou o vila-condense.

Segundo Nuno Galvão, a noite passada em claro durante a madrugada desta quinta-feira para dar como terminado o tapete vai valer a pena quando o Papa Francisco vir o mesmo.
“Acreditámos que o Papa Francisco vai achar maravilhoso, porque irá reconhecer todo o esforço que foi feito até à conclusão deste trabalho”, completou.

É de referir que em Vila do Conde o desenvolvimento de tapetes de flores são uma tradição secular.

+ notícias: Norte

Resgatado tripulante de embarcação de pesca que caiu à água ao largo de Aveiro

A Estação Salva-vidas de Aveiro resgatou na noite de quarta-feira um tripulante de uma embarcação de pesca que caiu à água a cerca de 22 quilómetros a noroeste da barra do porto de Aveiro, foi anunciado.

"Pessoas que menstruam". PSD pede esclarecimento sobre expressão utilizada em campanha da DGS

O grupo parlamentar do PSD pretende que a ministra da Saúde esclareça se autorizou a campanha da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a menstruação que utiliza a expressão “pessoas que menstruam” em vez de “mulheres”.

Fogo deflagra em zona de mato em Caminha

Um incêndio deflagrou, ao início da noite desta quarta-feira, numa zona de mato em Vilar de Mouros, em Caminha, apurou o Porto Canal junto do Comando Sub-Regional do Alto Minho.