Info

Associação destaca crescimento das vendas de imobiliário em 2014

| Economia
Fonte: Agência Lusa

Lisboa, 28 jul (Lusa) -- A Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária (APEMIP) revelou hoje que o setor registou um crescimento homólogo de 3% no primeiro semestre deste ano, período em que foram transacionados cerca de 47.900 imóveis.

Numa nota hoje divulgada, a APEMIP revela que, de acordo com o seu Gabinete de Estudos, foram transacionados no primeiro semestre deste ano 47.900 imóveis urbanos, rústicos e mistos, 23.900 dos quais foram registados no segundo trimestre.

Estes valores representam um aumento homólogo de 3%, salienta a APEMIP.

As estimativas da associação de mediadores imobiliários permitem "inferir que no primeiro semestre as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto concentraram cerca de 14% das transações registradas no país, sendo que, dos dez municípios mais relevantes em termos nacionais, sete não pertencem a estas duas unidades territoriais (Loulé, Leiria, Pombal, Viseu, Águeda, Barcelos e Vila Nova de Famalicão)".

"Em termos nacionais, estima-se que cerca de 80 municípios conseguiram assegurar a realização de mais de 200 transações imobiliárias em 2014", acrescenta.

Na nota, o presidente da APEMIP, Luís Lima, considera que estes números refletem a "retoma do sector imobiliário", visto que "o número de transações tem vindo a aumentar há quatro trimestres consecutivos, o que significa que, se o ano civil fosse de 01 de junho de 2013 a 30 de junho de 2014, este seria o ano da confirmação da recuperação do sector imobiliário".

O dirigente destaca o "investimento estrangeiro" como "o grande motor para a retoma do mercado imobiliário português", sobretudo devido a programas como o da Autorização de Residência para Investimento (Vistos Gold) e pelo Regime Fiscal para Residentes Não Habituais.

RCS // JLG

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Governo aponta para aumento de mais oito mil estudantes bolseiros no superior

O valor das bolsas dos alunos do ensino superior aumentou e deverá haver mais oito mil bolseiros do que no ano passado, porque as regras são mais abrangentes e o processo está simplificado, anunciou a tutela.

Portugal no 'top' 20 dos maiores produtores mundiais de calçado

Portugal surge no 'top' 20 dos maiores produtores de calçado, um "grupo restrito" onde, da Europa apenas constam mais Itália e Espanha, num setor em que 87,4% da produção mundial vem da Ásia, respondendo a China por 55,5%.

Norte de Portugal e Galiza querem apoios comunitários investidos nas PME

Presidentes de câmara da Galiza e Norte de Portugal defenderam hoje, por unanimidade, que os fundos comunitários disponibilizados para a recuperação da crise pandémica devem ser aplicados nos setores produtivos da eurorregião.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.