Câmara de Boticas pede mais tempo para analisar novo EIA da mina

| Norte
Porto Canal

A Câmara de Boticas pediu um prorrogamento do prazo de dez dias úteis para a consulta pública do projeto reformulado da mina do Barroso, depois de considerar que é impossível analisar toda a documentação até quatro de abril.

“Dez dias é humanamente impossível, não temos capacidade de recursos humanos para analisar um documento com esta importância”, reiterou o Presidente da Câmara de Boticas em entrevista ao Porto Canal.

Fernando Queiroga disse ainda que já solicitou à APA mais dias para que a análise possa ser “consciente e muito correta”. "A empresa teve nove meses para corrigi-lo (o novo projeto) depois de receber o parecer negativo. Não conseguimos analisar agora em dez dias", defendeu acrescentando que é necessário "contratar serviços fora do município com técnicos devidamente especalizados e isso demora o seu tempo".

Já Nelson Gomes, da Associação Unidos em Defesa de Covas do Barroso, diz que prazo dado "é injusto" para as populações. 

 De recordar que o Estudo de Impacte Ambiental (EIA) reformulado da mina do Barroso, que a empresa Savannah Resources quer explorar, no concelho de Boticas, distrito de Vila Real, está em consulta pública desde quarta-feira até ao dia quatro de abril.

A Savannah anunciou ter apresentado, na semana passada, a revisão do relatório ambiental e do plano de lavra para o projeto de exploração de lítio, solicitada pela APA, e explicou que, após a submissão dos documentos, o prazo para a emissão da Declaração de Impacte Ambiental (DIA) é 31 de maio e que espera que o projeto obtenha a sua licença ambiental em 2024.

O EIA da mina do Barroso esteve em consulta pública entre abril e julho de 2021 e, em junho de 2022, a comissão de avaliação deu um parecer desfavorável, tendo a APA notificado a empresa para reformular o projeto, antes da emissão da DIA.

+ notícias: Norte

“Ato fora da lei”. Homem atravessa o Rio Douro numa corda perante desconhecimento das autoridades

Um homem foi filmado, durante a tarde deste sábado, a atravessar o Rio Douro num cabo que liga a margem de Vila Nova de Gaia ao Porto. Contactada pelo Porto Canal, a nona esquadra da Polícia de Segurança Pública (PSP) do Porto assegurou, inicialmente, tratar-se este de um evento que decorre durante o fim-de-semana, um cenário refutado momentos depois.

Golfinho ferido com gravidade resgatado na Ria de Aveiro pela GNR

Um golfinho foi resgatado das pedras do molhe do Norte na Barra de Aveiro, no dia 9 de abril, por uma Unidade de Controlo Costeiro e de Fronteiras (UCCF) da Guarda Nacional Republicana.

Suspensas buscas do jovem desaparecido no mar da praia da Costa Nova 

AS buscas do jovem de 19 anos que desapareceu este domingo no mar da praia da Costa Nova, em Ílhavo (Aveiro), vão ser suspensas ao final do dia, anunciou a Autoridade Marítima Nacional.