Exclusivo Porto Canal. Luísa Salgueiro arrasa Ministério Público

| Norte
Porto Canal

Em declarações exclusivas ao Porto Canal, a autarca de Matosinhos arrasa o Ministério Público e considera "um absurdo" ter sido constituída arguida na Operação Teia.

24 de outubro de 2022, a data em que Luísa Salgueiro foi constituída arguida na Operação Teia. Segundo a autarca, o facto que lhe é imputado é ter nomeado a chefe de gabinete, sem lançar um concurso público.

Em 2019, a Polícia Judiciária fez buscas à Câmara de Matosinhos, tendo-lhe apreendido o telemóvel e o computador.

A Operação Teia, que tinha como principais visados Joaquim Couto, antigo autarca de Santo Tirso e a mulher Manuela Couto, empresária. O histórico socialista era suspeito de pressionar autarcas e responsáveis de entidades públicas para contratar, quase sempre por ajuste direto, as sociedades do universo familiar.

Laranja pontes, à altura presidente do IPO do Porto, era outro dos principais suspeitos. Terá assinado mais de uma dezena de contratos, no valor de 300 mil euros, com uma das empresas de Manuela Couto. José maria laranja pontes é nada mais, nada menos do que pai de Marta Laranja Pontes, nomeada chefe de gabinete da presidente Luísa Salgueiro.

Segundo a revista Sábado, o Ministério Público acredita que a promoção só aconteceu pela influência dos restantes arguidos da Operação Teia.

+ notícias: Norte

PS quer que Casa do Douro volte a ser associação pública e de inscrição obrigatória

O PS entregou, esta semana, no Parlamento, um projeto-lei que pretende trazer de novo a Casa do Douro para a esfera pública, atribuindo-lhe novas competências e inscrição obrigatória. Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) mostra-se contra a reinstitucionalização, pedindo uma organização forte e representativa dos produtores. 

Rede de Turismo Industrial da região Porto e Norte conta com mais 15 pontos de visita

O Turismo do Porto e Norte alarga, na próxima segunda-feira, a mais 15 entidades da região a sua rede de Turismo Industrial, passando assim a incluir mais de 100 pontos de visita nessa oferta de museus, fábricas e outros equipamentos.

Sonae, Super Bock e mais 120 empresas querem comboio de regresso à Linha de Leixões

A Sonae, Super Bock e mais 120 empresas pedem que comboio volte à Linha de Leixões, de forma a que mais de 15.000 trabalhadores possam usufruir de transportes públicos, articulados com o Metro.