Buscas no Conselho de Ministros. Governo garante "total cooperação com as autoridades"

| Política
Porto Canal

Na conferência de imprensa após a reunião de Conselho de Ministros, o secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, André Moz Caldas, confirmou que "decorreram buscas ao nível dos serviços, não nos gabinetes de membros do Governo". O secretário de Estado adiantou também que estão de "total cooperação com as autoridades". 

"Vamos acompanhar com total seriedade, mas também com serenidade o desenvolvimento desta investigação e procurar, depois de levantado o segredo de justiça, conhecer o seu conteúdo", explicou André Moz Caldas.

O secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros esclareceu ainda que esta situação "significa apenas que os órgãos de polícia criminal e as autoridades judiciárias estão a fazer o seu trabalho, dando confiança a todas as portuguesas e portugueses de que o sistema de justiça funciona e que, independentemente das instituições, a sua atividade é integralmente escrutinada".

Ainda questionado sobre uma possível demissão do secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, André Moz Caldas afirmou que "ao que parece, não há arguidos constituídos". "Não estamos no momento de fazer juízos de valor sobre conduta de quem quer que seja, estamos no momento de dar espaço e condições à investigação criminal para averiguar tudo o que queira averiguar.

A Presidência do Conselho de Ministros foi alvo de buscas da Polícia Judiciária, na manhã desta quinta-feira, por suspeitas de corrupção. A Polícia Judiciária entrou na sede da presidência e está a fazer buscas em vários postos de trabalho. 

+ notícias: Política

Aprovada comissão de inquérito à TAP 

A proposta do BE para constituir uma comissão de inquérito à tutela política da gestão da TAP foi esta sexta-feira aprovada no parlamento, contando com a abstenção do PS e PCP e os votos a favor dos restantes.

Parlamento vive mais um momento de tensão. Chega ergue cartazes contra Catarina Martins e acaba criticado

Depois da confirmação do Parlamento, esta sexta-feira, para a recusa de levantamento da imunidade parlamentar à líder do Bloco de Esquerda, os deputados do Chega levantaram-se e ergueram cartazes com a fotografia de Catarina Martins e com a palavra “impunidade” por baixo, enquanto batiam nas mesas.

PSD: Montenegro eleito novo presidente com 73% dos votos

O social-democrata Luís Montenegro foi hoje eleito 19.º presidente do PSD com 73% dos votos, vencendo as eleições diretas a Jorge Moreira de Silva, que alcançou apenas 27%, segundo os resultados provisórios anunciados pelo partido.