Construção de um novo aeroporto? “Sou radicalmente contra”, diz João Soares em entrevista ao Porto Canal

| País
Porto Canal

O antigo presidente da Câmara de Lisboa João Soares é contra a construção de um novo aeroporto e defende que “Portugal está muitíssimo bem servido de infraestruturas aeroportuárias”.

Para o antigo autarca o aeroporto da cidade “não está esgotado” e, por isso, é “radicalmente contra a construção de um novo aeroporto”.

Em entrevista ao Porto Canal, João Soares garantiu que se fala “há mais de 50 anos de um novo aeroporto” e que o país tem “perdido imenso dinheiro” num “pretenso projeto”.

Para o antigo ministro de António Costa o país está “muitíssimo bem servido de infraestruturas aeroportuárias”, mas, João Soares defende que o aeroporto de Lisboa “precisa de uma reforma da aerogare”. O mesmo não acontece no Porto, já que o aeroporto Francisco Sá Carneiro funciona “muitíssimo bem”.

João Soares comentou também o despacho do ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, que foi anulado por António Costa. O antigo ministro considerou o despacho “uma gafe lamentável” e aconselhou Pedro Nuno Santos a “concentrar o seu talento na renovação e na recuperação da ferrovia”.

+ notícias: País

Notícia Porto Canal. TAP desembolsa mais de 215 mil euros em voos externos para suprimir falhas nas escalas

A TAP confirmou, esta quinta-feira, que vai alugar um avião externo durante dois dias para colmatar falhas nas escalas. A companhia aérea, que enfrenta fragilidades financeiras, vai pagar mais de 215 mil euros pelo serviço, mas garante que a operação é vantajosa. O Porto Canal sabe que deve ser contratato mais um avião, o que a confirmar-se irá aumentar os custos para mais de meio milhão de euros.

Ministra da Presidência convoca reunião com os municípios mais afetados pelo mau tempo

A Ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, convocou uma reunião para sexta-feira, às 11:30, com a Presidente da Área Metropolitana de Lisboa (AML) e com os municípios mais afetados pelo mau tempo. O objetivo é, não só por avaliar as consequências das inundações provocadas pela chuva, como também discutir a necessidade de apoios.

Marcelo considera que vai ser preciso encontrar “formas financeiras” para prever situações de intempéries

O Presidente da República considerou, esta quinta-feira, que, apesar de a situação de intempéries atual ser “uma realidade nova”, vai ser necessário “encontrar formas financeiras” para prever situações equivalentes, incluindo quando são de "ocorrência muito anómala".