Câmara do Porto adianta que Carta Municipal da Habitação concluída em 2023

Câmara do Porto adianta que Carta Municipal da Habitação concluída em 2023
| Norte
Porto Canal / Agências

O vereador do Urbanismo da Câmara do Porto, Pedro Baganha, afirmou hoje estar já em curso a elaboração da Carta Municipal da Habitação, com previsão de estar concluída no segundo semestre do próximo ano.

“O município já iniciou o trabalho e está a ser feito. Não teremos a Carta Municipal de Habitação antes da segunda metade do próximo ano”, afirmou Pedro Baganha, durante a reunião do executivo.

Após questionado pela Vereadora do BE, Maria Manuel Rola, que substituiu Sérgio Aires na reunião, o vereador do Urbanismo salientou que a 21 de outubro está previsto um congresso “destinado a discutir o que é uma carta municipal da habitação”, dada a “ausência de definição legal” da mesma.

Em setembro de 2020, Pedro Baganha adiantava, em reunião de executivo, não estarem reunidas as condições para a elaboração da Carta Municipal de Habitação por a legislação complementar e regular da Lei de bases da Habitação não ter sido, à época, publicada.

De acordo com a Lei de Bases da Habitação, em vigor desde 01 de outubro de 2019, este documento habilita o município a recorrer ao reforço das áreas destinadas a uso habitacional nos Planos Diretores Municipais, ou outros planos territoriais, e a condicionar operações urbanísticas privadas ao cumprimento das metas definidas na Carta Municipal de Habitação para habitação permanente e a custos controlados.

+ notícias: Norte

Incêndio em habitação faz quatro desalojados em Paços de Ferreira

Um incêndio deflagrou este domingo no sótão de uma habitação em Paços de Ferreira, no distrito do Porto, causando quatro desalojados, nomeadamente uma mãe e três filhos.

Implementação do Metro do Porto foi "processo de catequização"

O administrador dos Transportes Intermodais do Porto, Manuel Paulo Teixeira, disse que a equipa que lançou o Metro do Porto, da qual fez parte, fez "um processo de catequização" para convencer pessoas, autarcas a instituições.

Impedidos de entrar no Casino de Espinho agridem três PSP. Foram detidos

A polícia deteve três pessoas por injúrias e agressão contra três agentes da PSP que se encontravam ao serviço no casino de Espinho, este domingo.