Coração de D. Pedro IV viaja hoje do Porto para o Brasil. Entenda o processo de transladação da relíquia

Coração de D. Pedro IV viaja hoje do Porto para o Brasil. Entenda o processo de transladação da relíquia
| Norte
Porto Canal

A igreja de Nossa Senhora da Lapa volta a abrir portas este domingo para dar a conhecer o coração de D. Pedro IV à cidade Invicta. A exposição inédita decorre até às 16h, antes da transladação da peça para o Brasil, onde permanecerá três semanas, no âmbito das comemorações dos 200 anos da independência do país.

Apenas uma complexa e detalhada operação permitiu a retirada do coração do "Rei Soldado" do mausoléu da igreja da Lapa, local onde estava guardado.

D. Pedro I do Brasil e D. Pedro IV de Portugal morreu em Queluz, em setembro de 1834. O seu coração, que chegou ao Porto em fevereiro de 1835, está desde este sábado, em exposição, num momento histórico para a cidade.

A curiosidade tem sido imensa. Só no dia de ontem, a peça atraiu três mil visitantes nas primeiras oito horas, e foi visitada por pessoas de todas as idades, portuenses e estrangeiros.

As longas filas que se formaram à porta da Irmandade da Lapa, desde bem cedo, foram uma constante durante todo o dia. Cenário que se repete ao longo de domingo.

De realçar que a relíquia se encontra num expositor especialmente concebido para o momento e que inclui um mecanismo de proteção antirroubo. O coração de D. Pedro está exposto à altura de um coração no corpo humano. Para isso, foi feito o cálculo da altura média da população em Portugal, o que coloca a relíquia a cerca de 1,30 metros do chão.

Coração acompanhado por Rui Moreira até ao Brasil

Terminada a mostra expositiva, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, e o embaixador da República Federativa do Brasil em Lisboa, Raimundo Carreiro Silva, selarão oficialmente o protocolo entre o Município e a Embaixada para o transporte do coração de D. Pedro, no âmbito das comemorações do Bicentenário da Independência do Brasil.

Na cerimónia, marca presença o embaixador Francisco Ribeiro Telles, coordenador nacional das comemorações do bicentenário da independência do Brasil, bem como várias personalidades dos meios diplomáticos português e brasileiro.

A deslocação foi aprovada após um parecer técnico favorável do Instituto de Medicina Legal, que solicitou o transporte em ambiente pressurizado.

A transladação do órgão, prevista para a 00:20, será acompanhada pelo presidente da Câmara do Porto, que levará pessoalmente o coração ao Brasil com o apoio da Força Aérea Brasileira (FAB).

Preparado enorme contingente de segurança

O coração de D. Pedro chega na segunda-feira pelas 09:30 (13:30 de Lisboa) à base aérea de Brasília, onde será recebido com honras militares. Da base aérea, a relíquia segue para o Palácio de Itamaraty, na capital brasileira, de onde só sairá na terça-feira, pelas 16:00, para marcar presença numa cerimónia no Palácio do Planalto às 17:00.

Depois da cerimónia, que contará com a presente o Presidente da República brasileiro, Jair Bolsonaro, o coração segue novamente para o Palácio Itamaraty, onde será apresentado ao corpo diplomático e ficará em exibição "controlada" até às comemorações do bicentenário da independência, no dia 7 de setembro.

O coração de D. Pedro regressa à cidade do Porto no dia 9 de setembro, ficando novamente em exposição nos dias 10 e 11 de setembro, antes de voltar a ser guardado a cinco chaves.

+ notícias: Norte

Idoso transportado para o São João depois de paragem cardiorrespiratória no Mar Shopping

Um idoso foi transportado para o Hospital São João, no Porto, depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória, na manhã desta segunda-feira, no centro comercial Mar Shopping, em Matosinhos.

Autocarros da Avic voltam a circular em Viana do Castelo esta terça-feira

A Avic vai repor a partir de terça-feira o transporte público urbano e interurbano em Viana do Castelo, invocando um parecer da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) para que operadores do grupo sejam “adequadamente compensados” pelo serviço.

IP anuncia avanços nos investimentos para a modernização da Linha do Douro

A Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou esta segunda-feira avanços nos projetos de modernização da Linha Ferroviária do Douro relativamente à eletrificação do troço Régua – Pocinho e ao estudo para a reabertura da via até Barca d’Alva.