Lucros do Novo Banco quase duplicam no primeiro semestre no dia que António Ramalho deixa o banco

Lucros do Novo Banco quase duplicam no primeiro semestre no dia que António Ramalho deixa o banco
| Economia
Porto Canal / Agências

O Novo Banco registou, no primeiro semestre deste ano, lucros de 266,7 milhões de euros, um aumento de 93,7% em relação a igual período do ano passado, adiantou a instituição, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Este é também o dia que António Ramalho entrega o cargo de CEO do Novobanco ao irlandês Mark Bourke.

Na nota, o banco indicou que este é um "sólido desempenho do negócio com incremento da rentabilidade apesar do atual contexto macroeconómico caracterizado por pressões inflacionistas e consequente volatilidade das taxas de juro".

No mesmo período, destacou, "a margem financeira totalizou 268,0 milhões de euros", menos 7,3% face ao primeiro semestre de 2021, "refletindo a evolução estável da taxa média do crédito a clientes e o efeito das emissões de dívida sénior no 4T21 [quarto trimestre de 2021] e das taxas de juro negativas nas aplicações do mercado monetário".

Paralelamente, as "comissões de serviços a clientes ascenderam a 144,4 milhões de euros (+6,5% vs 1S21 [primeiro semestre de 2021), espelhando um sólido desempenho e mantendo a tendência positiva dos últimos trimestres", referiu.

+ notícias: Economia

Gasolina vendida 1,8 cêntimos e gasóleo 2,2 cêntimos acima da referência

A média dos preços nas gasolineiras ficou, na semana entre 08 e 14 de agosto, no caso da gasolina, 1,8 cêntimos e no gasóleo 2,2 cêntimos acima do preço médio semanal determinado pela ERSE, segundo a entidade.

Lisboa, Funchal e Porto registam crescimento de dormidas em junho face a 2019

Lisboa, Funchal e Porto registaram crescimento de dormidas em junho face a 2019, sendo "mais expressivos nos residentes", de acordo com dados da atividade turística hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Passageiros nos aeroportos sobem 344% no 1.º semestre e aproximam-se de valores pré-pandemia

O número de passageiros movimentados nos aeroportos nacionais subiu 344% no primeiro semestre em termos homólogos, para 24,3 milhões, com o mês de junho a crescer 186%, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).