Lítio: Galp emite recomendação de localização de refinaria "nas próximas semanas"

| Economia
Porto Canal com Lusa

Porto, 16 fev 2022 (Lusa) - O presidente executivo da Galp, Andy Brown, afirmou hoje que a empresa irá apresentar uma recomendação para a localização de uma refinaria de lítio "nas próximas semanas", após estudos e conversas com autarquias.

"É um estudo técnico mas também social que estamos a fazer, que virá com uma recomendação nas próximas semanas", disse hoje Andy Brown na sede da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), durante a cerimónia de assinatura de um protocolo com vista à reconversão da refinaria de Matosinhos (distrito do Porto) numa cidade da inovação.

O executivo da Galp reconheceu que a empresa está "a olhar para várias localizações, a conversar com as autarquias, a olhar para todas as coisas que tornariam essas instalações de reconversão um sucesso".

Em causa estão questões "de logística, de serviços" e de "acesso às redes de gás", enumerou, estando afastada a hipótese dessa refinaria de lítio suceder à petrolífera em Leça da Palmeira, em Matosinhos.

No dia 04 de fevereiro, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, disse que por ser "um investimento 100% privado", a localização da refinaria de lítio não compete ao Governo, embora tenha preferência por uma zona perto de minas.

"Tudo faremos para que essa mesma refinaria esteja o mais próximo dos territórios onde houver minas, certamente, mas essa é uma escolha das entidades privadas", prosseguiu.

JE (ILYD) // LIL

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Tribunal de Contas atento ao acolhimento das recomendações

O presidente do Tribunal de Contas, José Tavares, afirmou que o Tribunal “continuará ativo” em relação ao Novo Banco nomeadamente ao nível da aplicação das recomendações formuladas nas auditorias.

Inspeção-Geral de Finanças já deu parecer positivo a pagamento da 2.ª tranche

A Inspeção-Geral das Finanças deu parecer positivo ao pagamento da segunda tranche do Plano de Recuperação e Resiliência, no valor de cerca de dois mil milhões de euros, seguindo agora o pedido de Portugal para Bruxelas.

Euribor volta a subir para novos máximos a três, seis e 12 meses

As taxas Euribor voltaram esta terça-feira a subir a três, a seis e a 12 meses para novos máximos em mais de 10 anos.