Info

Transtejo anuncia perturbações na ligação fluvial entre Montijo e Lisboa no sábado e domingo

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 22 out 2021 -- A Transtejo anunciou hoje perturbações na ligação fluvial entre Montijo e Lisboa, inclusive a suspensão do serviço no sábado a partir das 13:00, apresentando como alternativa a carreira fluvial do Barreiro e o transporte rodoviário entre Barreiro e Montijo.

"Durante o fim de semana, por motivo de falta de recursos humanos operacionais, não é possível garantir a realização de todas as carreiras previstas", lê-se num aviso das perturbações de serviço entre Montijo (distrito de Setúbal) -- Cais do Sodré (Lisboa), divulgado hoje no 'site' da empresa Transtejo/Soflusa (TTSL).

Além da suspensão do serviço no sábado, a partir das 13:00, está prevista para domingo uma supressão da carreira Cais do Sodré -- Montijo, no horário das 21:30, segundo informação da empresa.

No âmbito destas perturbações na Transtejo, o Ministério do Ambiente e da Ação Climática informou hoje que, "provisoriamente e enquanto se mantiverem os constrangimentos operacionais na ligação fluvial Montijo-Lisboa, será posta em prática uma solução alternativa".

"Assim, os detentores de passagens válidas poderão, no caso de supressão da ligação, usar um serviço rodoviário dedicado, que fará a ligação ao terminal do Barreiro. A partir deste terminal, podem usar a ligação fluvial entre esta cidade e Lisboa", indicou a tutela, referindo que esta solução vigorará a partir de hoje e durará enquanto as supressões de serviço se mantiverem.

Em comunicado, o Ministério reforçou ainda que continua a procurar uma solução definitiva para os constrangimentos operacionais que afetam as ligações fluviais na área metropolitana de Lisboa.

A Transtejo assegura as ligações fluviais entre o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, e Lisboa.

SSM // MCL

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Novas tabelas do IRS isentam de imposto salários e pensões até 710 euros

O valor dos salários e pensões a partir do qual se vai descontar IRS a partir de janeiro de 2022 vai aumentar dos atuais 686 euros para 710 euros, segundo as tabelas de retenção na fonte agora publicadas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.