Incidência nacional continua a subir e Rt desce

Incidência nacional continua a subir e Rt desce
| País
Porto Canal com Lusa

A taxa de incidência nacional de infeções pelo vírus SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias subiu hoje para os 428,3 casos, e o índice de transmissibilidade desceu em todo o território.

No boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Nacional da Saúde Doutor Ricardo Jorge, assinala-se que a taxa de incidência nacional subiu hoje dos 427,5 casos verificados na segunda-feira para os 428,3 casos.

No continente, este indicador estabilizou, registando o mesmo valor de segunda-feira, ou seja 439,3 de infeção por SARS CoV 2 por 100 mil habitantes.

Quanto ao Rt - que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de uma pessoa com o vírus - desceu hoje para 1,01 a nível nacional, mantendo a tendência descendente, quando na segunda-feira estava nos 1,04.

No continente o Rt desceu também dos 1,04 para os 1,01.

Os dados do Rt e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias - indicadores que compõem a matriz de risco de acompanhamento da pandemia - são atualizados pelas autoridades de saúde à segunda-feira, à quarta-feira e à sexta-feira.

Nos concelhos de baixa densidade populacional, que representam mais de metade do território continental, a linha vermelha que obriga os municípios a recuar no plano de desconfinamento está fixada nos 480 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias e os restantes concelhos ficam sob alerta quando ultrapassarem os 240 casos por 100 mil habitantes no mesmo período.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.179.675 mortos em todo o mundo, entre mais de 195,2 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.320 pessoas e foram registados 960.437casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

+ notícias: País

Doze meios aéreos combatem fogo na serra da Estrela

Doze meios aéreos estão hoje de manhã a ajudar no combate ao incêndio na serra da Estrela, onde se encontram mais de mil operacionais, segundo o 'site' da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Incêndios: Cerca de 80 concelhos do interior Norte, Centro e Alto Alentejo em risco máximo

Cerca de 80 concelhos dos interior Norte e Centro e Alto Alentejo estão hoje em risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Proteção Civil: Incêndio na serra da Estrela volta a ter "comportamento violento"

O incêndio que reativou hoje na serra da Estrela está a lavrar com uma "intensidade elevada" e regista um "comportamento violento" e, pelas 22:00, atingia os municípios de Manteigas, Covilhã e Guarda, disse o comandante nacional de Proteção Civil.