Info

Covid-19: África com mais 355 mortos e 8.426 infetados nas últimas 24 horas

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 mai 2021 (Lusa) -- África registou mais 355 óbitos associados à covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total para 124.789 desde o início da pandemia, e mais 8.426 novas infeções, novamente superadas pelo número de recuperados, segundo os dados oficiais.

De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de infetados nos 55 Estados-membros da organização é de 4.643.529 e o de recuperados da doença nas últimas 24 horas é de 10.202, para um total de 4.200.916 desde o início da pandemia.

A África Austral mantém-se como a região mais afetada, com 1.992.288 infetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 62.702 mortos associados à doença covid-19. Nesta região, a África do Sul, o país mais atingido pela covid-19 no continente, contabiliza 1.597.724 casos e 54.825 mortes.

O Norte de África é a segunda zona mais atingida, com 1.398.245 infetados e 41.421 vítimas mortais.

A África Oriental regista 622.487 infeções e 11.898 mortos, enquanto na África Ocidental o número de infeções é de 464.539 e o de mortes é de 6.131. Na África Central, os casos de infeção ascendem a 165.970 e há 2.637 óbitos registados.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais, a seguir à África do Sul, regista 13.972 mortes e 238.560 infetados, seguindo-se a Tunísia, com 11.468 mortes e 321.837 casos de infeção. Marrocos contabiliza 513.922 casos de infeção e 9.077 mortes associadas à covid-19.

Entre os países mais afetados estão também a Etiópia, com 3.897 vítimas mortais e 263.120 infeções, e a Argélia, com 3.335 mortos e 124.288 infetados (número que se mantém desde sábado).

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique regista 825 mortes e 70.240 casos, seguindo-se Angola (636 óbitos e 28.875 casos de infeção), Cabo Verde (235 mortos e 26.578 casos), Guiné Equatorial (112 óbitos e 7.694 casos), Guiné-Bissau (67 mortos e 3.739 casos) e São Tomé e Príncipe (35 mortos e 2.314 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.306.037 mortos no mundo, resultantes de mais de 158,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

APL // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

AstraZeneca admite que tratamento com anticorpos não provou eficácia

A farmacêutica AstraZeneca admitiu hoje um retrocesso no desenvolvimento de um tratamento com anticorpos para a covid-19, uma vez que não ficou provada a sua eficácia nos ensaios clínicos em pessoas que foram expostas ao vírus.

Deputado nega influenciar Governo e admite erros de previsões sobre pandemia no Brasil

São Paulo, 22 jun 2021 (Lusa) -- O deputado Osmar Terra, apontado como membro de um suposto 'gabinete paralelo' que aconselhava o Presidente do Brasil em políticas e medicamentos sem eficácia contra a covid-19, negou influenciar o governante, admitindo que errou em previsões sobre a pandemia.

Angolana Refriango fechou acordo para liderar empresa de bebidas de Isabel dos Santos

Luanda, 22 jun 2021 (Lusa) - A Refriango, empresa de bebidas angolana, começou este mês a liderar a gestão da cervejeira nacional Sodiba, pertencente à empresária angolana Isabel dos Santos, acordo que permitirá aliviar o valor alto da dívida com os bancos, foi hoje anunciado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS