Info

TAP: Regime sucedâneo "não é ameaça" mas "alavanca" que empresa espera "não ter de utilizar"

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 23 fev 2021 (Lusa) -- O presidente da Comissão Executiva da TAP disse hoje que o regime sucedâneo de acordo de trabalho "não é uma ameaça", mas sim "uma alavanca" que espera "não ter de utilizar" se todos os sindicatos ratificarem o acordo de emergência.

"[O regime sucedâneo] não é uma ameaça, é uma alavanca que esperamos não ter utilizar, sinceramente", afirmou Ramiro Sequeira, que está a ser ouvido na Assembleia da República, na comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, por requerimento do PSD e da Iniciativa Liberal.

"A TAP não pode continuar sem aplicar as reduções que estão previstas, quer nos fornecedores - essas estão a ser aplicadas - quer na massa salarial, simplesmente não pode, [...] daí a questão do regime sucedâneo, que não é uma ameaça, é um mecanismo para podermos garantir em duas frentes, perante Bruxelas, mas também perante a nossa realidade de sobrevivência, que conseguimos tomar as medidas necessárias para salvar a TAP", acrescentou o responsável.

O presidente da Comissão Executiva lembrou que a empresa assinou acordos de emergência com 14 sindicatos representativos de trabalhadores da TAP, mas dois deles ainda não o ratificaram junto dos seus associados.

Em causa estão o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) e o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC).

MPE // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

TAP: Acordos e medidas voluntárias mantêm mais cerca de 1.500 trabalhadores que previsto

A TAP afirma que o programa de medidas voluntárias e os acordos de emergência celebrados com os sindicatos vão permitir reduzir as saídas previstas no plano de reestruturação de cerca de 2.000 para entre 490 a 600 trabalhadores.

2ª fase do desconfinamento traz várias reaberturas em diferentes setores

2ª fase do desconfinamento traz várias reaberturas em diferentes setores

Ginásios reabrem portas com esperança no futuro

Ginásios reabrem portas com esperança no futuro

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Zoom Zoom Z o o m